PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Jovens denunciam abordagem autoritária de policiais no Cuca

Adolescentes estavam ouvindo música quando os agentes chegaram ao local e confiscaram o equipamento de som, segundo o relato

13:46 | 05/01/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

 [FOTO1]

Policiais militares interromperam “rolezinho” e levaram equipamento sonoro do Cuca Mondubim, denunciam adolescentes que estavam no local. A ação ocorreu na última quarta-feira, 3. Em relato publicado em rede social, um dos jovens que estava no grupo com amigos contou que é a primeira vez que ele presenciou esse tipo de tensão entre os militares e frequentadores do equipamento público.

Segundo Matheus Lopes, autor da publicação, todas as quartas-feiras os jovens vão ao espaço conversar, ouvir músicas e fazer batalhas de raps. Contudo, foram impedidos no último encontro. “Impedem a galera de estar no espaço. Motivo: ‘pode tocar qualquer música, menos funk’”, disse o adolescente.

Ele ainda relatou que tentaram conversar com os agentes da Segurança Pública, mas eles  foram inflexíveis e levaram a caixa de som, que foi confiscada. Em vídeo divulgado pelo menino, é possível ver os policiais saindo do local com o equipamento.

Denúncia

Em outubro do ano passado, entidades denunciaram agressões da Guarda Municipal (GMF) contra jovens e crianças que usavam a piscina do Cuca Jangurussu. A nota de repúdio do Fórum Jovens Jangurussu denunciou que o grupo foi expulso do equipamento pelos guardas, que teriam utilizado balas de borracha na ação. À época, a GMF afirmou que o grupo entrou no local sem autorização. O órgão confirmou que houve "uso progressivo da força", incluindo balas de borracha, após um princípio de tumulto.

No caso do Cuca Mondubim, O POVO Online tentou contato com o jovem que fez o relato, mas as mensagens não foram respondidas. A Coordenadoria da Juventude de Fortaleza confirmou que a Rede Cuca ofereceu, para a atividade em si, o equipamento de som para que os jovens pudessem realizar o encontro, assim como também disponibilizou equipe para acompanhar a ação. Contudo, não comenteu a denúncia dos adolescentes. Em nota, a PM informou que não há ocorrência registrada com relação à apreensão de equipamento sonoro no local.

TAGS