PUBLICIDADE
Notícias

Integrantes de facções criminosas tentam fugir de delegacia especializada em Fortaleza

Conforme o presidente do Sinpol, o Code comporta 113 presos, que ficam sob custódia de dois policiais

21:05 | 29/01/2018

Aproximadamente 60 presos tentaram fugir do Complexo de Delegacias Especializadas (Code) nesta segunda-feira, 29, por volta de 1h da madrugada. Em entrevista ao O POVO Online, o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará (Sinpol-CE), Francisco Lucas, afirma que os policiais perceberam uma movimentação estranha e, partir disso, no momento em que foi feita a revista, perceberam que os presos já tinham serrado 6 das 12 celas do Code. Para a contenção dos presos, bombas de efeito moral foram utilizadas. Segundo o presidente do Sinpol, ninguém saiu ferido.

Lucas afirma que teve acesso ao relato de um dos presos que, na presença do titular da Delegacia de Capturas (Decap), Gustavo Pernambuco, afirmou que ainda há pedaços das serras dentro das celas. Ele diz que os objetos ainda não foram apreendidos porque a revista é um processo complexo. Inclusive, "é possível que, mais cedo ou mais tarde, tenha uma nova tentativa de fuga".

O presidente do Sinpol informou ainda que os detentos que iriam fugir eram integrantes de facções criminosas, que planejavam "atentar contra a vida dos integrantes de uma outra facção".

Isso, segundo o presidente, viria em represália à chacina no bairro Cajazeiras - que uma facção assumiu a autoria. "O que aconteceu hoje em Itapajé poderia ter acontecido no Code", afirma Lucas, em referência à nova chacina que deixou pelo menos dez mortos na cadeia de Itapajé.

Lucas entende que o Code, assim como outras delegacias, não pode receber presos. "O governo insiste em manter presos nas delegacias". Para ele, a manutenção de presos na delegacia é interessante para a administração da Polícia Civil.

Conforme estatísticas do sistema penitenciário cearense de dezembro passado, da Secretaria da Justiça e Cidadania, 27.647 pessoas estão presas no estado do Ceará. Segundo o presidente do Sinpol, o Code comporta 113 presos, que ficam sob a custodia de dois policiais.

TAGS