PUBLICIDADE
Notícias

Familiares de microempresária morta em chacina autorizam doação de córneas

Ela não estava na festa e passava pelo local do crime no momento em que ocorreu. Microempresária de 37 anos teve morte confirmada na manhã deste sábado

11:24 | 27/01/2018
Familiares de uma das vítimas da maior chacina da história do Ceará autorizaram a doação de córneas. O corpo da
a microempresária, Mariza Mara Nascimento da Silva, de 37 anos, está na Perícia Forense do Ceará e teve morte cerebral confirmada nesta manhã. 
 
Segundo uma parente de Mariza, que O POVO opta por não identificar, a microempresária não estava na festa. Ela passava em frente ao local por volta da 0h30min e parou para falar com conhecidos. Foi nesse momento que três carros com homens armados se aproximaram e dispararam contra as pessoas da festa. “Ela estava no local errado na hora errada”, conta a fonte.
[SAIBAMAIS]
Dezoito pessoas foram mortas na madrugada deste sábado, 27, no bairro Cajazeiras em uma mesma ação. Segundo Reginauro Sousa, presidente da Associação dos Profissionais da Segurança Pública do Ceará (APS), foram 14 mortes, sendo oito homens e seis mulheres. Houve ainda 12 feridos. Entre os baleados, quatro morreram em unidades de saúde da Capital minutos depois da ação. É segunda chacina no Ceará em 27 dias do ano.
 
Policiais do 13º Distrito Policial (DP) foram ao local do massacre na manhã seguinte ao crime. Confira vídeo:
 
[VIDEO1] 
 
Redação O POVO Online 
TAGS