PUBLICIDADE
Notícias

Encontro debate processo de adoção

14:20 | 08/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Atualizada às 19h20min do dia 18/12

Tornar-se pai ou mãe de um filho adotivo é acolher no abraço e no lar uma história que merece novos contornos. Os desafios da construção de uma nova família será abordada em palestra da psicóloga Susana Kramer, que ocorre no próximo dia 17, durante piquinique, no Parque do Cocó.


O diálogo "Como trabalhar a história de vida do filho adotivo" inicia a programação que inclui outras duas ações com o objetivo de discutir a celeridade judicial durante as etapas do processo de adoção. “Queremos chamar a atenção sobre a responsabilidade do jurídico na demora”, destaca o vice-presidente da ONG Acalanto, Lucineudo Machado.

 

Balões colorindo o céu simbolizarão os processos pendentes na Justiça. As 541 crianças que vivem em abrigos da Capital serão representadas por corações de papel, durante plantio simbólico. Vale ressaltar que nem todas esses acolhidos estão aptos a serem a adotados. As crianças ainda podem retornar para a família biológica ou ir para a adoção  

 

A ONG integra o Grupo de Apoio à Adoção (GAA), que atua desde 2013, oferecendo apoio jurídico e psicológico a pais adotivos e pretendentes a adoção. Ações são promovidades mensalmente.

 

 Serviço 

Ação Acalanto

Quando: domingo, 17 de dezembo, das 9 às 10h30min

Onde: Parque do Cocó 

 

Programação

Palestra Como trabalhar a história de vida do filho adotivo com a psicóloga Susana Kramer, de 9 às 10horas 

 

Momento destinado às perguntas do público, de 10 às 10h30min

 

Ações de plantio de corações de papel colados em palitos de churrasco e balões, às 10h30min

Mais: www.acalantofortaleza.com.br

 

Aberto ao público 

 


 

 

 

 

Redação O POVO Online

TAGS