PUBLICIDADE
Notícias

Homem morto em escadaria de faculdade cumpria pena por tráfico de drogas em semiliberdade

Vítima estava sendo seguida quando foi baleada. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o crime

19:05 | 30/10/2017
Movimentação na frente da faculdade
Movimentação na frente da faculdade
[FOTO1]Rafael Santos da Silva, assassinado na tarde desta segunda-feira, 30, na escadaria do Centro Universitário 7 de Setembro (Uni7), cumpria pena por tráfico de drogas em semiliberdade. A informação é da Defensoria Pública do Estado do Ceará, que assistia a vítima. Momentos antes do crime, Rafael havia recebido atendimento no Núcleo Especializado em Execuções Penais.

Em nota, a Defensoria diz que Rafael não relatou ao defensor público que estaria sofrendo perseguição. Rafael, que portava tornozeleira eletrônica e era morador do bairro Carlito Pamplona, buscava atendimento para pedido de trabalho externo. Ele também procurou justificar violações da área de inclusão do monitoramento eletrônico.

Rafael Santos cumpria pena pelo artigo 33 na 3ª Vara de Execução Penal de Fortaleza. Após ser atendido pelo defensor publico, deixou o local em direção à parada de ônibus mais próxima da Defensoria, ainda no bairro Luciano Cavalcante. "A Defensoria lamenta o ocorrido e esta à disposição das autoridades para a investigação do homicídio", conclui a nota.

O crime ocorreu por volta das 15h30min. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde será instaurado inquérito, e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizaram os primeiros procedimentos no local. A Polícia continua em busca dos autores do crime, que fugiram no veículo com placas do Estado do Piauí.
 
Redação O POVO Online
TAGS