PUBLICIDADE
Notícias

Ex-líder estudantil terá julgamento de anistia na próxima segunda-feira, 30

Vera Rocha Pereira viveu 8 anos exilada. Ela participou da liderança do movimento estudantil do Colégio Liceu do Ceará, na década de 1960

14:47 | 23/10/2017
Vera Rocha Pereira, mulher que foi resistência à ditadura militar no Brasil na década de 1960, receberá pedido de perdão do Estado em julgamento de anistia estadual, às 14h da próxima segunda-feira, 30, no auditório do Colégio Liceu do Ceará. 
 
A ex-líder estudantil viveu 8 anos exilada. Vera foi presa no Recife após ser perseguida no Ceará. Ela fez parte do grupo de 70 guerrilheiros libertados e expulsos do País em troca do embaixador da Suíça.
 
O julgamento simbólico é um pedido de perdão pelos transtornos causados durante o tempo de prisão de Vera.
 
A sessão extraordinária será realizada pela Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), por meio da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou (CEAWS). A comissão tem a missão de acolher e julgar pedidos de julgamento e indenização de ex-presos políticos que ficaram sob a custódia do Estado entre 1961 e 1979. 
 
Serviço
Sessão para julgamento do processo de anistia estadual de Vera Rocha Pereira
Data: 23 de outubro
Horário: 14h
Local: Liceu do Ceará – rua Liberato Barroso, s/n, Jacarecanga 
 
Redação O POVO Online
TAGS