PUBLICIDADE
Notícias

Após implementação de lixeiras subterrâneas, 11 pontos de lixos são extintos

Ações implementadas pelo projeto Ecopolo têm resultados positivos na região do Pirambu. Já foram recolhidas cerca de 544 toneladas de lixo

08:00 | 28/10/2017
NULL
NULL
[FOTO2]Após dois meses da implementação do projeto-piloto Ecopolo, no entorno da avenida Presidente Castelo Branco - conhecida como Leste-Oeste -, é possível notar avanços na área. O canteiro central da via, que antes era tomado pelo lixo descartado de forma irregular, não apresentava poluição na manhã desta sexta-feira, 27.
 
[SAIBAMAIS]Já foram recolhidas cerca de 544 toneladas de lixo entre resíduos, entulhos de obras e materiais recicláveis e 11 pontos de lixos eliminados, no trecho que abrange a rua Jacinto Matos até a avenida Pasteur, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

Com o objetivo de provocar a reeducação ambiental e conscientização na comunidade, o Ecopolo inclui 12 lixeiras subterrâneas para o despejo adequado do lixo, três Ecopontos para dar suporte às ações de remuneração aos carroceiros e desconto na conta de energia e crédito no Bilhete Único pela troca de resíduos recicláveis. O operário Gilmar Ferreira, 58 anos, comemorou o benefício. Com dois sacos de lixos em mãos, ele disse que a iniciativa é uma oportunidade “para economizar na conta de luz".
 
O motoboy Francisco França, 35 anos, também aprovou as mudanças na região. Apontando para o canteiro central da avenida Leste-Oeste, ele explica que, "antes, era muito lixo". "Melhorou bastante essa parte", relata. Agentes em bicicletas também orientam a população e monitoram a manutenção e limpeza urbana. O lixo doméstico continua sendo recolhido três vezes por semana.
 
Albert Gradvohl, coordenador especial de Limpeza Urbana da Prefeitura de Fortaleza, avalia como positivos os primeiros meses de testes. “Esse conjunto de ações que complementam o Ecopolo permitem que a população tenha consciência e faça o descarte do lixo no canto certo”, destaca. “Além disto, ter agregado uma geração de renda é algo inovador, nenhum projeto tinha iniciativas como a e-Carroceiro. É um conceito novo de gerenciamento de microrregiões urbanas que tem dado ótimos resultados”, reitera. 

[FOTO1]Implementando no último 26 de agosto, o Ecopolo viabilizou a estruturação de 1,5 km de ciclofaixa, novas faixas para pedestres, sinalização e grades no canteiro central da via. O projeto também foi ampliado para a avenida Monsenhor Tabosa, no trecho entre a avenida Dom Manuel e a rua João Cordeiro, onde são desenvolvidas ações envolvendo aplicativo de coleta seletiva e parceria com franquia social e lojistas. 
  
Hábitos 
Enquanto o monturo que fazia parte da rotina do Pirambu dá sinais de desaparecimento, alguns moradores ainda não se adaptaram à nova forma de descartar o lixo. O POVO Online acompanhou o trajeto do gari Roberto Queiroz, 32 anos. Ele percorreu a avenida Leste-Oeste recolhendo a sujeira no canteiro central e nas portas das residências para levá-las até o Ecoponto Pirambu I, situado na rua Santa Inês. 

Na volta para o canteiro central, já havia lixo doméstico nas calçadas das casas mesmo com lixeiras à frente. O gari voltou a colocá-los no carrinho para remanejar ao local adequado. O morador João Batista, 61 anos, fez questão de deixar os resíduos sólidos na lixeira subterrânea. “Tá faltando consciência, não custa nada colocar o lixo aqui, o mau-cheiro entra nas casas, as crianças sentem isso”, conta. 
 
Notável

[FOTO3]Era uma força só que surpreendia ver a testa não franzir nem os olhos encolherem. O carroceiro Iranildo Lopes, 39 anos, o Hulk, como é conhecido e faz questão de ser chamado, carregava 649 kg de entulhos na carroça por grande parte da avenida para levar ao Ecoponto da Leste-Oeste. 
 
Ele é um dos 48 cadastrados no projeto e-Carroceiro, e é, de longe, o que mais leva resíduos para o local, segundo os fiscais de lá. Só na manhã desta sexta-feira, 27, já era a segunda viagem com a mesma quantidade. “Todo dia venho deixar o máximo que posso. Passo pegando nas casas”, explica. O material é pesado e o crédito repassado ao prestador do serviço por meio de um cartão com moeda social, podendo ser utilizado no comércio da região.
 
 
Serviço 
 
Lixeiras subterrâneas do Ecopolo Leste-Oeste
Seis kits com duas lixeiras subterrâneas cada:
Rua Santa Inês, esquina com a rua Costa Matos (por trás do Ecoponto Pirambu I)
Av. Leste-Oeste, 2973 (em frente ao Ecoponto Leste-Oeste)
Av. Leste-Oeste, vizinho ao número 3107 (ao lado da Igreja Universal)
Av. Leste-Oeste (canteiro central, em frente ao número 2857)
Av. Leste-Oeste (canteiro central, em frente ao número 2345)
Av. Leste-Oeste, vizinho ao número 2709 (ao lado do Núcleo de Justiça Comunitária)
 
Ecopontos do projeto-piloto do Ecopolo Leste-Oeste
Ecoponto Leste-Oeste (av. Leste-Oeste, 2973 – anexo à Escola Municipal Hilberto Silva)
Ecoponto Pirambu I (Rua Costa Matos, esquina com Rua Jacinto de Matos)
Ecoponto Pirambu II (Rua Santa Rosa, esquina com Rua Nossa Senhora das Graças)
  
 

TAGS