PUBLICIDADE
Notícias

Projeto proporciona óculos de grau para alunos

A iniciativa surgiu a partir da necessidade dos próprios estudantes. Os professores perceberam que os alunos tinham dificuldade de aprender porque não enxergavam bem

18:40 | 14/09/2017
NULL
NULL
[FOTO1] 
As dificuldades nos estudos não são apenas problemas de falta de concentração e da complexidade das disciplinas. Podem estar relacionadas a um problema mais simples de resolver: dificuldades na visão. Alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de todo o Ceará do Serviço Social do Comércio (Sesc) começam a receber óculos de grau nesta sexta, 15, a partir das 8 horas. Ao todo, 1.045 educandos devem ser contemplados em todo o Estado. Nesta sexta, o projeto Ver para Aprender distribui 67 óculos de grau para alunos da Escola Educar Sesc de Ensino Fundamental, a partir das 8 horas.
 
Após uma triagem realizada por professores das turmas EJA, que tiveram orientação de um oftalmologista, os alunos tiveram acesso a consultas para diagnóstico. Os estudantes ainda puderam escolher as próprias armações, de acordo com a preferência.
 
Silvanira de Alcântara Lima, 47, teve a oportunidade de recomeçar. Ela é aluna do supletivo do ensino fundamental 2, na Escola Educar Sesc e percebia dificuldades com o aprendizado por conta da dificuldade de leitura. “Eu tenho problema de vista. Meus pais têm glaucoma e eu sou diabética. Agora, com o óculos de um grau e meio, posso ler tudo”, festeja.
 
"O projeto possibilita o encaminhamento dos casos mais complexos para o Sistema Único de Saúde (SUS). Também podem ser feitas parcerias com a iniciativa privadas para acompanhamento e tratamento quando necessário", informa a gerente de Saúde do Sesc, Aline Pinheiro. O Ver para Aprender, ainda segundo a gerente, também deve articular ações e estratégias com alunos e professores, em uma perspectiva de integração da saúde ocular ao conjunto das atividades pedagógicas.
 
O projeto ocorre a cada dois anos. "Na verdade, todas as nossas unidades do Sesc serão contempladas com o projeto", garante Aline. O EJA tem alunos os entre 15 e 80 anos. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS