PUBLICIDADE
Notícias

Obra é abandonada e cozinha de escola municipal funciona em laboratório

Mãe denuncia que espaço não é adequado pra preparação de alimentos. O refeitório também funciona de forma improvisada, na quadra esportiva

17:00 | 11/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1]A cozinha da Escola de Tempo Integral Professora Antonieta Cals, no bairro São João do Tauape, está instalada na sala onde deveria funcionar o laboratório de ciência. A quadra esportiva serve de forma improvisada de refeitório. Como as mesas espalhadas são insuficientes, alguns alunos lancham e almoçam em pé pelos corredores ou sentados nas arquibancadas.

De acordo com a doméstica Liduina Luzia do Nascimento Souza, a situação se estende desde 2015, quando a Secretaria Municipal de Educação deu início a uma reforma. A obra foi interrompida pouco tempo depois e até hoje não foi retomada. Mãe de dois alunos da instituição, ela denunciou com fotos e texto no Facebook. A postagem, feita no dia 28 de agosto, tem mais de 200 compartilhamentos e centenas de curtidas. A publicação mostra ainda os materiais de construção, armazenados sem proteção nem segurança.

"Além da quadra não ser um local adequado, pois é muito quente, nem todos os alunos conseguem sentar e têm que comer em pé ou na arquibancada", afirma. O local onde a cozinha está funcionando, de acordo com a mãe dos alunos, também é inadequado e pode comprometer a qualidade do alimento servido.

Devido às obras, os laboratórios da escola que atende atualmente 245 estudantes, do 6º ao 9º ano, em tempo integral, foram desativados. Para a doméstica, isso atrapalhou o rendimento dos alunos. “Meus filhos são bons alunos, mas depois que esses problemas começaram eles ficaram desmotivados, pois não podem mais contar com as atividades que eram oferecidas além das aulas”.

Liduina afirma que procurou a direção da escola Professora Antonieta Cals, mas o responsável não soube informar quando as obras serão retomadas e os problemas serão resolvidos. "A direção disse que estava aguardando uma nova licitação para as obras, pois a anterior tinha sido cancelada. Enquanto isso, todos os dias os alunos são obrigados a enfrentar essas situações".

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que a obra de reforma e ampliação da ETI Antonieta Calls foi paralisada após a construtora responsável abandonar o serviço.

Ainda conforme a SME, uma nova licitação será realizada neste mês de setembro, porém o edital ainda não foi lançado. A previsão é que os trabalhos sejam retomados até novembro, com prazo de entrega para o primeiro semestre de 2018. A obra prevê reforma no refeitório, auditório, vestiário, quadra, além de instalação de casa de gás e de lixeira.

A SME não se pronunciou sobre as denúncias feitas pela mãe dos alunos. A Secretaria também não informou quando as obras na escola Antonieta Calls foram iniciadas e há quanto tempo estão paralisadas.
[FOTO2] 

TAGS