PUBLICIDADE
Fortaleza
Dia das Crianças

O POVO Online traz 12 opções de brinquedos para fazer com seu filho

Melhor que comprar um brinquedo já pronto, qual tal se divertir enquanto produz um jogo. Pensando nisso, O POVO ouviu pedagogos para dar dicas de como criar e se divertir fazendo os jogos

13:45 | 28/09/2017
Quando se é criança, qualquer brinquedo é educativo. É nessa perspectiva que a professora Sandra Schramm, do curso de Pedagogia, da Universidade Estadual do Ceará (Uece), ensina que, mais que comprar brinquedos caros, a diversão pode começar na confecção de brinquedos não estruturados. “Mesmo brinquedos que tragam conteúdo de inadequação, aquele instrumento pode trazer uma representação do que não é adequado na vida real”, informa.

Nessa perspectiva, todos os brinquedos são bem-vindos. O lazer, no entanto, pode começar na confecção do passatempo. Fazer o objeto da brincadeira torna-se, também, um lazer, aponta Jakeline Andrade, doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e professora do Departamento de Fundamentos da Educação, da Universidade Federal do Ceará. “Criar um brinquedo junto com os pais, por exemplo, já é, em si, uma brincadeira. As professoras deram dicas de jogos prontos que estimulam a interação e criatividade e de como confeccionar 12 brinquedos para este Dia das Crianças.
 
 
1. Caixa Faça você mesmo. Coloque, em uma caixa de madeira, pedaços de tecido, pincéis, cola em bastão, tesoura sem ponta, tinta guache. “A ideia é inventar os brinquedos e que ele tenha um significado para as crianças. A medida em que os pais se colocam à disposição para brincar, o momento fica mais rico e divertido”, avisa a professora Jakeline Andrade. Inclusive, é possível brincar até enfeitando a caixa.
 
 
2. Pega-varetas. O jogo antigo e o melhor: de preço bem acessível. Pode ser feito com palitos de churrasco e tinta. Se distribui várias varetas pelo chão e se tenta pegar cada uma delas, sem mover a outra, treina a perspicácia e o equilíbrio.
 
 
3. Damas. Em uma folha em branco, faça do traçado de xadrez, pintando um quadrado sim, outro não, alternando cada casa. Depois, cole em uma folha de papelão, para ganhar firmeza. Pegue 24 tampas de garrafas pet de dois litros, sendo metade de uma cor, metade de outra e o seu jogo de damas está pronto.
 

4. Mochila de foguete. Pinte com tinta spray ou esmalte sintético duas garrafas pets. Não esqueça de colocar folhas de jornais ou revistas velhas para isolar a área. Pegue crepom, papel seda ou então o tecido TNT, melhor que seja de um material maleável. Corte-os no formato de foguinhos: um maior, vermelho, e outro menor,  na cor laranja. Cole o menor por cima do maior. Coloque os foguinhos dentro dos gargalos das PETs e cole com cola quente. Escolha um pedaço de papelão num tamanho proporcional às costas da criança e coloque os cintos velhos nas extremidades para passar os bracinhos. Fixe utilizando um bom grampeador. O ideal é usar aqueles grampeadores pistolas.
 
 
5. Cofrinho-cachorro. Com uma garrafa pet pequena, cole uma folha de E.V.A., retirando o que sobrar. Faça um corte, cujo buraco pegue no E.V.A e na garrafa. Corte um círculo, do tamanho da tampa e cole sobre ela. Com o E.V.A de outra cor, faça as quatro patas, o rabo e as orelhas. Cole e estará pronto o cofrinho-cachorro.
 
 
6. Carrinho. Um pote de xampu pode ser transformado em um lindo carrinho. Faça quatro furos com um palito ou agulha, dois em cada lado, nas extremidades da garrafa. Coloque um palito de madeira, que ultrapasse o recipiente. Nas pontas, cole quatro tampas de garrafas pet. Em uma folha, faça o desenho de rostos ou cole figurinhas e coloque no recipiente com fita adesiva. 
 
 
7. Foguete. Corte um triângulo em uma cartolina colorida. Corte o triângulo ao meio e cole na lateral, mais próxima ao fundo, de uma garrafa de detergente. Com canetinha ou cola colorida, faça pontinhos em toda a garrafa. Corte um quadrado de cartolina para ser a janela do foguete. Cole tirinhas de papel colorido próximo ao bico da garrafa.
 
 
8. Balangandã. Pegue fitas coloridas de cetim, papel crepom ou papel laminado e corte cerca de 1,3 metro. Posicione o centro delas dentro desse envelope. Suas pontas não precisam ficar bem simétricas, não. Depois dobre esse envelope ao meio. Para que o balangandã funcione bem, ou seja, tenha um movimento legal de brincar, é preciso que essa extremidade fique pesada. Para isso você pode colocar uma pedrinha dentro dessa dobra. Corte um quadrado de tecido ou de papel colorido e dobre-o sobre o papel. Agora passe um cordão na dobra de baixo e dê algumas voltas com ele para fixar o tecido. Acabe com um nó. Lembre-se de queimar levemente as pontas das fitas para que elas não comecem a se desmanchar. 
 
 
9. Ninja. Pegue o rolo de papelão do papel higiênico e uma cartolina colorida. Corte a cartolina no formato do rolo. Faça um retângulo, onde seriam os olhos. Faça, de canetinha, o desenho dos olhos e da sobrancelha. Amarre um canudo em volta do rolo e coloque um canudo preto para ser a espada.
 
 
10. Avião. Pegue o pregador de roupas e três palitos de picolé, dois grandes e um pequeno. Cole os palitos grandes nas extremidades do pregador e,  outra ponta, cole o terceiro. Para finalizar, corte um pedaço de palito e cole na ponta.
 
 
11. Vai e Vem. Pegue duas garrafas pets e corte-as ao meio e prenda as duas extremidades, colocando uma garrafa na outra. Coloque dois barbantes de varal de 5 metros cada e colode fio de varal e passe por dentro da garrafa. Nas pontas dos fios, amarre quatro pulseiras de plástico. 
 
 
 
12. Jogo de argola. Encha as quatro garrafas pet, encha de bila ou bolinha de gude e tampe. Enrole papel de jornal como um canudo e faça um círculo, colando as duas pontas. Envolva o jornal com fita adesiva colorida. Enfeite as garrafas também com a fita. Cole os foguetes que você fez na base com cola quente