PUBLICIDADE
Notícias

Vereador classifica como "descaso" atraso no pagamento do Edital das Artes 2016

O certame foi lançado há um ano e um mês e até agora os 194 projetos artísticos contemplados não receberam a verba

18:10 | 23/08/2017
Vereador Guilherme Sampaio na Câmara Municipal de Fortaleza
Vereador Guilherme Sampaio na Câmara Municipal de Fortaleza

[FOTO1]

Em pronunciamento na manhã desta quarta-feira, 23, na Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Guilherme Sampaio (PT) destacou o que chamou de “descaso” com a classe artística da Capital. O parlamentar discursou sobre o atraso no pagamento do Edital das Artes 2016, ferramenta de incentivo da Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor). O certame foi lançado há um ano e um mês e até agora os 194 projetos artísticos contemplados não receberam a verba. O valor total do fomento é de R$ 3,8 milhões.

“Por que não se paga o Edital das Artes se a Prefeitura gastou com eventos, até agosto desse ano, 15 milhões em eventos?”, questionou Guilherme. Ele apresentou números do portal da Secretaria Municipal das Finanças (Sefin) que apontam que em 2014, por exemplo, a Prefeitura gastou R$ 25 milhões em eventos. Naquele ano, a gestão não lançou Edital das Artes. “Queria ver se, nos eventos grandes, atrasaram um dia o cachê desses artistas que são celebridades”, indagou, em referência a festas como o Réveillon de Fortaleza. Em 2016, o cachê da apresentação da Cláudia Leitte, principal atração da festa de virada de ano, foi de R$ 880 mil.

O vereador, líder da oposição na Câmara, apresentou ainda tabela de pagamento do Ciclo Carnavalesco 2017, que foi todo pago até junho deste ano. “Por que há dois pesos e duas medidas? Claro que não vamos defender que atrase o Carnaval, mas, se o critério (para o atraso no repasse da verba do Edital das Artes) é a falta de dinheiro, por que não pagaram o que já estava atrasado?”, questionou. Para ilustrar o dilema, Guilherme apresentou matérias publicadas pelo Vida&Arte nos últimos meses.

A fala de Guilherme faz coro aos pronunciamentos do vereador Márcio Martins (PR), presidente da Comissão de Cultura, Desporto e Lazer do Poder Legislativo municipal. Desde a semana passada, Márcio vem destacando o impasse do Edital das Artes em suas falas na Câmara.

Resposta

Após o pronunciamento de Guilherme Sampaio, a reportagem procurou a Secultfor para repercutir a fala na Câmara Municipal. A assessoria de comunicação do órgão informou que não teria “tempo hábil” para responder aos questionamentos até do horário de publicação desta matéria.

Redação O POVO Online

TAGS