PUBLICIDADE
Notícias

Presos suspeitos de morte de taxista no bairro Cidade 2000

A Polícia Militar prendeu seis pessoas no bairro Papicu, na tarde desta quarta-feira, 16

19:55 | 16/08/2017
Os suspeitos pela morte do taxista Roberto Ribeiro Martins, no bairro Cidade 2000, foram presos pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) na tarde desta quarta-feira, 16. O taxista foi vítima de disparos de arma de fogo quando estava no ponto de trabalho e chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O crime ocorreu no último sábado, 12.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a ação de equipes da PM foi desenvolvida no bairro Papicu, parte da Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10) de Fortaleza. Os suspeitos, que não tiveram a identidade revelada, foram capturados com outras quatro pessoas.

O grupo foi identificado pela PM, que estava realizando buscas no bairro, com características de fuga. Após perseguição policial, os suspeitos foram abordados com entorpecentes. A Polícia encontrou quantidades de maconha, crack e cocaína. Todos estão envolvidos em casos de homicídios. Dentre os capturados, está um homem suspeito de matar uma pessoa que teria cometido estupro contra uma adolescente nessa terça-feira, 15. 

Dos seis presos, três foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e os outros três para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Os procedimentos policiais são realizados nas unidades para dar seguimento aos casos. 
 
Taxista assassinado

A morte do taxista Roberto Ribeiro Martins ocorreu 10 dias após a filha adolescente, Camile Ribeiro, de 14 anos, ser morta dentro da própria casa. Na ocasião, ela estava com o namorado de 22 anos que, segundo a Polícia, já havia sido preso por homicídio e tráfico de drogas e tinha mandado de prisão em aberto.
 

Redação O POVO Online
TAGS