PUBLICIDADE
Notícias

Grafiteiro que usa desenho para sair das drogas é internado em clínica de recuperação

José já havia passado por clínica de recuperação do Governo do Estado, mas não conseguiu concluir o tratamento

14:50 | 23/08/2017
NULL
NULL
[FOTO1] 
O pedreiro e grafiteiro, que O POVO Online opta por identificar somente como José, teve mais uma oportunidade. Morador de rua de 27 anos, ele conhece lápis e papel desde os seis e as drogas, desde os 12 anos. Após já ter sido internado em clínica de recuperação do Governo do Estado e desistir do tratamento, José foi admitido agora pelo Centro de Recuperação Projeto Restaurar, da igreja protestante Ministério de Restauração Casa de Oração, templo com essência Batista. O POVO contou a história de José no último dia, 18.
 
“Ele foi resgatado no sábado, 12 antes do Dia dos Pais. E a gente não consegue dizer não. Se a pessoa quer sair das drogas, a gente acolhe”, diz a administradora Gilciane Menezes, que faz parte do projeto. O centro de recuperação funciona há 10 anos e tem capacidade para acolher até 50 pessoas do sexo masculino. Atualmente, por falta de dinheiro, as internações estão reduzidas para 30 pessoas. “Temos capacidade, mas não temos condições. Há lugar para dormir, mas falta alimentação”, completa.
 
Gilciane diz que o centro não consegue dizer não. “Dizemos sim sob fé. Tem dias que não tem a previsão do amanhã. De repente, uma doação ajuda. Claro que temos um limite”. Mas claro que nos preocupamos com alimentos, produtos de higiene pessoal e roupas. Eles têm carência de lençol e rede. 
 
Quase todas as noites, a administradora sai de carro para procurar moradores de rua que precisem ser resgatados e foi assim que ela encontrou o José. Na centro, todo o trabalho é voluntário. Eles contam com um médico e um psicólogo para prestar atendimento. 
 
Serviço
Para fazer doações para o Centro de Recuperação Projeto Restaurar
Bradesco. Agência: 607. Conta Corrente: 9794-2.
TAGS