PUBLICIDADE
Notícias

Cinco integrantes de organização criminosa são presos em Fortaleza, RMF e Interior

Além das prisões, a Polícia apreendeu um fuzil AK47, uma pistola 765 e 160 gramas de skunk, droga derivada da maconha

22:38 | 24/08/2017
Material apreendido pela Polícia Civil
Material apreendido pela Polícia Civil
[FOTO1]Cinco integrantes de uma organização criminosa que agia no Ceará foram presos pela Polícia Civil, conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa (SSPDS). Um fuzil AK47, uma pistola 765 e 160 gramas de skunk também foram apreendidos. Operação conduzida pela Delegacia de Repressão Às Ações Criminosas Organizadas (Draco), com participação de equipes do Departamento de Polícia Especalizada (DPE) ocorreu nestes dias 23 e 24, em Fortaleza, Cascavel, Maracanaú e Novo Oriente.  
 
O titular da Draco, Harley Filho, afirma que a investigação já durava três meses. "Nossos trabalhos partiram do mapeamento da atuação dos líderes de uma organização criminosa na Capital junto com o trabalho de combate aos homicídios em zonas quentes de criminalidade. No curso das investigações vários líderes foram identificados e muitos deles presos, confirmando a atuação deles na organização criminosa, bem como no tráfico de drogas e na formação de integrantes para atacar grupos rivais", destaca.

Um dos líderes da organização criminosa, Francisco Márcio Teixeira Perdigão, de 39 anos, foi encontrado em uma residência no município de Cascavel, parte da Área Integrada de Segrança 13 (AIS 13). Perdigão possui lista extensa de antecedentes criminais que inclui roubo, extorsão mediante sequestro, associação criminosa, falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e posse de arma de fogo. Além disso, o criminoso tem histórico de fugas de unidades prisionais em outros estados brasileiros. 
 
Outros mandados foram cumpridos em Fortaleza (AIS 2 e 6), Maracanaú (AIS 13) e Novo Oriente (AIS 16). Foram presos Weverton Moreira de Brito, de 21 anos, que não tem antecedentes criminais e atuava no tráfico de drogas no bairro Pici; Glícia Cândido Castelo Branco (32), conhecida como "Rosa de Saron", tem antecedentes por receptação e atuava no comércio de drogas no bairro Granja Portugal; Francisca Paula Farias Silva (31), vulgo "Cristal", que já tem antecedentes por sequestro, associação criminosa e uso de documento falso. Paula é apontada como a responsável por falsificar documentos. O último preso é Jeová da Silva Sousa (20), apontado por ser comerciante no bairro Granja Lisboa. Ele responde por roubo, corrupção de menor e tráfico de drogas, sendo autuado em flagrante por tráfico de drogas. A Polícia apreendeu 160 gramas de skunk com Jeová. 

Além das prisões, as equipes encontraram ainda uma mochila com um fuzil AK 47 e uma pistola 765, material encaminhado para a delegacia especializada. Outros integrantes da organização criminosa já estavam presos em uma unidades prisional do Estado e na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu II, no Paraná.

As investigações continuam para identificar outros membros da organização criminosa. A Draco recebe denúncias pelo número 181, com ligação gratuita e sigilo garantido.
 
Redação O POVO Online
TAGS