PUBLICIDADE
Notícias

Congresso reúne lideranças políticas e sindicais para discutir a agricultura familiar no Estado

O evento é gratuito e faz parte das comemorações do Dia do Agricultor Familiar, comemorado nesta terça-feira, dia 25. Entre os convidados, o ex-ministro Ciro Gomes e o senador José Pimentel (PT)

17:20 | 25/07/2017
NULL
NULL
Com objetivo de fortalecer as lutas pelo avanço da agricultura familiar no Estado, é realizado congresso do tema em Fortaleza, entre os próximos dias 27 a 29. O evento gratuito faz parte das comemorações do Dia do Agricultor Familiar, comemorado nesta terça-feira, 25.
 
[FOTO1] 
Sediado no Campus do Itaperi da Universidade Estadual do Ceará (Uece), o II Congresso Estadual da Agricultura Familiar receberá lideranças políticas e sindicais. 

“É uma renovação coletiva dos sentimentos de luta, as esperanças e utopias”, afirma Auri Junior, coordenador da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (Fetraf), promotora do evento.

“Avançamos tanto em reconhecimento, como em politicas públicas, entretanto percebemos que muito ainda precisa ser mudado. Ainda estamos sendo assolados pela maior seca dos últimos anos, registrando perdas superior a 78% da produção”, lamenta Auri.
 
Entre os destaques da programação do Congresso, as palestras “Conjuntura política do Ceará e Brasil: desafios para o próximo período”, ministrada pelo ex-ministro Ciro Gomes; e “O impacto da ‘contrarreforma’ da Previdência na vida do agricultor familiar e o sindicalismo no Ceará”, pelo senador José Pimentel (PT). Além disso, oficinas sobre juventude, agroecologia, políticas sociais, luta pela terra, entre outros assuntos.
 
Classe
 
Na agricultura familiar, a agropecuária é a principal fonte de renda. A importância econômica do ramo está vinculada ao abastecimento do mercado interno e ao controle da inflação dos alimentos consumidos pelos brasileiros.

Conforme a Lei nº 11.326/2006, é considerado agricultor familiar e empreendedor familiar rural aquele que pratica atividades no meio rural, possui área de até quatro módulos fiscais, mão de obra da própria família, renda familiar vinculada ao próprio estabelecimento e gerenciamento do estabelecimento ou empreendimento pela própria família. Também são considerados agricultores familiares: silvicultores, aquicultores, extrativistas, pescadores, indígenas, quilombolas e assentados da reforma agrária.

Serviço
II Congresso Estadual da Agricultura Familiar
Quando: 27 a 29 de julho
Onde: Universidade Estadual do Ceará
Outras informações: (85) 3028.7813
Entrada franca
Redação O POVO Online 

TAGS