PUBLICIDADE
Notícias

Morre cobrador queimado em ataques a ônibus em Fortaleza

A morte foi registrada às 7 horas da manhã; José Nunes era cadeirante e teve queimaduras de terceiro grau após não conseguir sair do veículo incendiado

11:29 | 08/05/2017
NULL
NULL

[FOTO1]                                                       Atualizada às 23h desta segunda-feira, 8

O cobrador José Nunes de Sousa Neto, 56, que teve o corpo queimado em ataque a ônibus no dia 20 de abril passado, morreu na manhã desta segunda-feira, 8. Internado no Instituto Doutor José Frota (IJF), a vítima era cadeirante e não havia conseguido sair do veículo incendiado.

 

A assessoria de imprensa do IJF informou que a morte ocorreu às 7 horas, mas o laudo cadavérico ainda está sendo finalizado. Ele teve queimaduras de terceiro grau.

O motorista João Bosco Júnior, vítima de outro ataque a ônibus um dia antes de José Nunes, continua internado na Unidade de Queimados do hospital.

 

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) lamentou a morte do profissional:

Nota - PESAR E INDIGNAÇÃO

 

É com muito pesar e indignação que lamentamos a morte do funcionário da empresa Fretcar, José Nunes de Sousa Neto, vítima da prática criminosa e recorrente de incêndios a ônibus e que tem colocado em risco a vida de trabalhadores do transporte e cidadãos.

 

Infelizmente, essa última série de ataques vitimou um exemplar trabalhador do nosso sistema de transporte, que estava conosco desde 1979 e que deixou a todos que atuam no setor de transporte de Fortaleza profundamente consternados.  Além da Fretcar, José Nunes já foi funcionário da Auto Viação São José e da Autoviária São Vicente de Paulo.

 

Em nome de todo o sistema de transporte, manifestamos os nossos mais profundos sentimentos de dor e pesar pela irreparável perda.

Sindiônibus

Redação O POVO Online

TAGS