PUBLICIDADE
Fortaleza
VEÍCULO INCENDIADO

Cobrador sofre queimaduras de 3º grau em ataque a ônibus no Canindezinho; estado de saúde é grave

A vítima, que é deficiente físico, não conseguiu sair do veículo a tempo e foi atingido por chamas. Ele precisou da ajuda de moradores para ser retirado

13:08 | 20/04/2017

Atualizado às 15h30min 

Ônibus incendiado no Canindezinho (Foto: Thiago Paiva/O POVO)
 

Um ônibus da linha 346 - Jardim Fluminense foi atacado por volta das 11h desta quinta-feira, no bairro Canindezinho. O cobrador do coletivo, que é deficiente físico, não conseguiu sair do veículo a tempo e acabou atingido pelas chamas, tendo queimaduras de 3º grau. A vítima ainda recebe os primeiros procedimentos no setor de Reanimação do Instituto Doutor José Frota (IJF), onde segue entubado. Estado de saúde é grave.


De acordo com a Polícia, o ônibus estava parado em frente à escola municipal Jornalista Demócrito Dummar, na rua Euclides Paulino Barroso, quando dois homens armados se aproximaram e jogaram coquetel molotov dentro do veículo. O cobrador precisou da ajuda de moradores para ser retirado do coletivo. Os suspeitos fugiram do local.


A vítima foi socorrida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Canindezinho, onde recebeu atendimento.

Os criminosos ameaçaram invadir a escola durante o ataque. As aulas foram suspensas.

Além do ônibus incendiado no Canindezinho, outros três coletivos foram atacados nesta quinta, nos bairros Vila Velha, Castelo Encantado e Padre Andrade. O cobrador da linha 346 - Jardim Fluminense foi a única vítima dos ataques de hoje.

Nesta quarta, 21 veículos foram alvo de ataque em Fortaleza e Região Metropolitana. Ontem, um motorista de ônibus ficou com 18% do corpo queimado após ataque. Com queimaduras de 2º grau, ele segue no Centro de Tratamento de Queimaduras do IJF. Embora seja grave, estado de saúde é estável.