PUBLICIDADE
Notícias

Faculdade de Veterinária da UECE promove ação solidária para ajudar famílias do sertão cearense

A 2ª Caravana Solidária dos Sertões, promovida pela Faculdade de Veterinária da UECE em parceria com o Grupo Cristão Mãos de Luz, visa distribuir cestas alimentícias para famílias carentes do sertão

12:21 | 03/02/2017
Ação solidária
Ação solidária

[FOTO1]A Faculdade de Veterinária da Universidade Estadual do Ceará (UECE) em parceira com o Grupo Cristão Mãos de Luz vai realizar a 2ª Caravana Solidária Cristã para ajudar famílias carentes do sertão dos municípios de Quixadá, a 158km de Fortaleza, e de Jaguaretama, a 239,1km da capital, no próximo mês de abril. A ação visa arrecadar fundos para distribuir cestas alimentícias para 500 famíliais dessas localidades. Para que a meta seja alcançada, o grupo pede doações financeiras.

 

 

Segundo o coordenador do grupo, Ricardo Figueiredo, a iniciativa é uma ação cristã sem vínculo com nenhuma religião. Há integrantes ateus, católicos, evangélicos e espíritos. Todos com o objetivo de ajudar o próximo. A segunda edição da caravana está marcada para os dias 29 e 30 de abril próximo. Além da cesta básica, os integrantes pretendem levar às famílias assistência médica. “Neste ano, a gente pretende levar não só a cesta, mas também oferecer assistência médica entre outros serviços para toda comunidade”, afirmou Ricardo ao O POVO Online.

 

[VIDEO1] 

 

Ao invés de alimentos não-perecíveis, os interessados em ajudar devem contribuir com qualquer quantia e depositar na conta do Grupo Cristão Mãos de Luz. De acordo com o coordenador, a medida tem como objetivo de formar cestas básicas, que custam R$ 80, padronizadas. Todas com as mesmas quantidades e tipos de alimentos. Além da doação, Ricardo também convida as pessoas a participarem da entrega das doações. Para isso, basta entrar em contato com o coordenador pelo WhatsApp.

 

[VIDEO2]

 

Serviço

2ª Caravana Solidária  Cristã

Conta Banco do Bradesco: 55251-8

Agência: 2572-0 

CNPJ.: 26152309/0001-90

 

Redação O POVO Online

TAGS