PUBLICIDADE
Notícias

23º Batalhão de Caçadores leva leitura a jovens lutadores

Jovens atendidos pelo projeto social estão em condições de vulnerabilidade social e residem em bairros como Aerolândia e Lagamar

16:38 | 09/02/2017
Turma no Instituto Ação e Reação
Turma no Instituto Ação e Reação
[FOTO1]O 23º Batalhão de Caçadores inaugura na noite desta quinta-feira, 9, o espaço de leitura no projeto social desenvolvido pelo Dojo Águia e Instituto Ação e Reação, em Fortaleza. Composta por mais de 100 livros didáticos e paradidáticos, a biblioteca é resultado de doações recebidas em apoio a iniciativa do Exército Brasileiro. Abertura da biblioteca ocorre às 19 horas, no Instituto Ação e Reação, no bairro Aerolândia.
 
O projeto oferece aulas gratuitas de judô e jiu-jitsu para crianças e adolescentes, dos 4 aos 17 anos. Os jovens atendidos residem em bairros como Aerolândia e Lagamar, em condições de vulnerabilidade social. Os participantes recebem kimonos, faixas e equipamentos.
 
Para o professor Newton Rocha, a principal conquista dele e do também professor Moises Costa é a oportunidade à cidadania que os jovens recebem. "Nosso principal objetivo é formar cidadãos, desenvolver nestas crianças e adolescentes a autoestima necessária à conquista de seu espaço na sociedade, como pessoas de bem", diz.
 
O tenente-coronel José Abinoan de Sousa Filho afirma que a biblioteca só foi possível pela doação de livros realizada por amigos. "A descoberta da leitura, seu domínio, e sua adoção como hábito, aumenta enormemente as chances destes jovens na transformação de suas realidades sociais, pleno exercício de sua cidadania, e conquista da futura realização profissional".

Serviço 
 
Bilioteca do projeto social Dojo Águia / Instituto Ação e Reação
Rua Asp. Mendes, 168 – Aerolândia 
 

 
Redação O POVO Online
TAGS