Papicu e Jóquei recebem estações do VamoNotícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


Papicu e Jóquei recebem estações do Vamo

A previsão, segundo a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), que gerencia o sistema, é de que mais quatro estações sejam entregues até o fim deste mês

19:27 | 04/01/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Duas novas estações de Veículos Alternativos para Mobilidade (Vamo) foram entregues nesta quarta-feira, 4, somando oito pontos do equipamento espalhados por Fortaleza. Os novos postos ficam na avenida Lineu Machado, próximo ao North Shopping Jóquei, e na rua Gilberto Studart, na Praça Martins Dourado, no Papicu. A previsão, segundo a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), que gerencia o sistema, é de que mais quatro estações sejam entregues até o fim deste mês.


Foi a primeira vez que a costureira Leidiane Mesquista, 35, cruzou com um dos carros compartilhados. Até então, ela “só tinha ouvido falar”. O sistema atraiu os olhos dela, que decidiu parar para ler as indicações  na estação do Jóquei. “Eu, realmente, espero que esses carros deem certo na Cidade. Ainda não usei (o sistema), mas, pelo que vi nas instruções, parece que vai funcionar”, projetou.


Para utilizar o carro, é cobrado a taxa de R$20 para os primeiros 30 minutos de uso. Após a meia hora, a cobrança se dará por minuto adicional, variando conforme o tempo de uso. Entrei 30 minutos e uma hora de uso, por exemplo, o minuto adicional custa R$0,80. Entre uma e duas horas, o valor diminui para R$0,60. E, assim, sucessivamente.


Os preços agradam o servidor público Leonel Oliveira, 32. Ele utiliza o veículo uma vez por semana para ir do trabalho, no Cambeba, para casa, na Aldeota. A ida é de táxi, segundo ele, porque não tem estação próxima. “Na volta, eu deixo o veículo há uns cinco quarteirões de casa, e vou a pé”, explica. A vantagem do serviço para Leonel está na disponibilidade de vagas. “Sei que terei minha vaga garantida nas estações”.   


De acordo com Sued Lacerda, engenheiro da Prefeitura, o programa só traçará um perfil de uso após todas as doze estações (com vinte carros) estiverem funcionando. “Região, turnos e horários de mais uso só serão fechados após o funcionamento total. O momento é de focar nas questões estruturais, como o funcionamento do aplicativo”, indica.  Até agora, nas fases iniciais, segundo ele, o retorno da população está sendo positivo. De setembro, quando foram implantadas os primeiros postos, até hoje, 646 viagens foram feitas com o Vamo.

TAGS