PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Cobrador é esfaqueado em assalto a ônibus no Bom Jardim; categoria paralisa linhas

Com o assalto, os ônibus da linha Bom Jardim não circularam na noite dessa quinta-feira. O cobrador foi levado ao hospital e deve receber alta nesta manhã

09:15 | 06/01/2017

Um cobrador foi esfaqueado durante assalto a um ônibus da linha Bom Jardim 1 e 2, na noite dessa quinta-feira, 5. A vítima foi abordada por um suspeito que teria subido no coletivo no terminal do Siqueira. Em protesto, motoristas e cobradores paralisaram as linhas do Bom Jardim.

A ação foi registrada por volta das 18h30min, quando o suspeito anunciou o assalto e levou o dinheiro do caixa do ônibus. O cobrador (nome preservado) foi atingido no peito e no pescoço, de acordo com informações do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE).

O assalto foi anunciado no fim da rota do ônibus, na rua Bom Jesus, próximo ao cemitério do bairro.  A vítima foi levada ao Frotinha da Parangaba e depois transferida para um hospital particular.

O cobrador não corre risco de morrer e deve ser liberado do hospital ainda nesta manhã. Com a ação, os ônibus das linhas Bom Jardim foram recolhidos às garagens por volta das 19 horas.

"Os motoristas e cobradores ficaram muito preocupados com a situação, e repassamos ao Sindiônibus que não teria condições de circular", disse o presidente do Sintro-CE, Domingo Neto.

O presidente do Sintro informou que diretores e ele estão no terminal do Siqueira, na manhã desta sexta-feira, 6, mas não há sinalização de nova paralisação. "Estamos acompanhando de perto, mas se a categoria achar por bem parar, faremos o que eles desejam", frisa.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Fortaleza (Sindiônibus) lamentou e informou que há anos vem tomando uma série de medidas de segurança. "Nossa orientação aos cobradores e motoristas é que jamais reaja a assaltos, pois o risco é muito elevado, especialmente em ambiente com muitas pessoas, como acontece dentro dos coletivos, citou.

Entre as medidas de segurança, o Sindiônibus destacou a utilização de cofres, câmeras de segurança e rastreamento, e convênio com a Secretaria da Segurança para manter um ''posto 24h com um funcionário rastreando a frota de dentro do CIOPS''.

O sindicato das empresas também indicou a instalação de computadores embarcados, que são validadores com tecnologia adequada para receber crédito eletrônico. A medida tem o objetivo de diminuir a circulação de dinheiro dentro dos ônibus.

''Quem utiliza o Bilhete Único tem uma série de vantagens como integração gratuita fora dos terminais no período de 2h, descontos nos horários de 9h a 10h e 15h a 16h em dias úteis e maior segurança. A tendência neste momento é acabar com a circulação de dinheiro nos ônibus para garantir benefícios ao passageiro e segurança a todos, passageiros e funcionários", completa o Sindiônibus, em nota.

TAGS