PUBLICIDADE
Notícias

Polícia prende suspeitos da morte de idoso encontrado dentro de mala

Investigação encontrou material genético que ligava suspeitos à vítima. Criminosos mataram o idoso para subtrair seus bens

20:56 | 14/12/2016

Dois homens e uma mulher foram presos suspeitos da execução de Antônio Francisco de Araújo, 64 anos, que teve o corpo encontrado dentro de uma mala em uma estrada, na localidade de Tanques, em Acarape, no dia 4 de outubro. Com a prisão do trio, o crime foi elucidado.


Os presos são Douglas de Lima Alves, 23 anos, o "Playboy", que já responde por furto; José Giovane Alves Paz, 42, que já responde por tráfico de drogas; e Maria Juliana Pereira de Andrade Elias, 21, sem antecedentes criminais.


De acordo com o delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Leonardo Barreto, a Polícia deu início as investigações após encontrar o corpo do idoso e localizou Douglas com o carro da vítima. Inicialmente, ele foi autuado por receptação e afirmou que havia alugado o carro de Antônio. Entretanto, após análise da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), foi encontrado material genético de Antônio e Douglas no porta malas do veículo.


A Polícia capturou Juliana e Giovane no dia 29 de novembro mediante a mandados de prisão solicitados pela DHPP. A Polícia Civil e a Pefoce localizaram ainda um fio de cabelo de Juliana no apartamento da vítima. Com as evidências periciais técnicas objetivas, vieram as confissões.


Conforme as investigações, Douglas confessou o crime e contou que conheceu a vítima em uma bar na avenida Duque de Caxias, no Centro. Ele combinou um encontro com Antônio e planejou com os dois comparsas a morte do idoso.


"Além das provas testemunhais, os exames, como o de DNA, foram fundamentais para que descobríssemos toda a teia criminosa. Foi por meio da perícia realizada no apartamento da vítima, que conseguimos a evidência da participação efetiva da Juliana e dos demais comparsas no crime", revelou Leonardo.


O crime
Douglas afirmou que entrou no carro da vítima e seguiu para o seu apartamento. Lá, ele estrangulou Antônio e após confirmar que a vítima já tinha morrido, saiu no carro dela e foi até um posto de combustível e ligou para os comparsas que seguiram com ele para o apartamento da vítima.


Do local, eles subtraíram uma televisão, joias, cartões bancários, além do carro. O homem confessou ainda que, após o crime, os três envolvidos seguiram até o município de Acarape, onde deixaram o corpo e retornaram para Fortaleza e dormiram em um motel. Nos dias seguintes, fizeram diversos saques na conta da vítima, que resultou na subtração da quantia de R$ 7,3 mil.

TAGS