PUBLICIDADE
Notícias

Atrasados do Natal enchem lojas do Centro e em Shoppings de Fortaleza

Muitas pessoas deixaram as compras para a última hora. Vendas não superaram as do ano passado, mas surpreenderam comerciantes

15:21 | 24/12/2016
Movimento de pessoas no Centro de Fortaleza nesta manhã indo às compras de Natal. Homens e mulheres.
Movimento de pessoas no Centro de Fortaleza nesta manhã indo às compras de Natal. Homens e mulheres.
[FOTO1]Mesmo na véspera de Natal, faltando menos de 24 horas para as ceias festivas, muitas pessoas deixaram as compras de fim de ano para o último momento. No Centro de Fortaleza a movimentação foi reduzida, principalmente nas lojas de roupas e calçados.
 
Os shoppings que abriram às 10 horas da manhã também se prepararam para receber os clientes. Seja pela falta de tempo nos dias anteriores ou pela chegada do 13º, quem deixou para a véspera de Natal enfrentou algumas dificuldades mas conseguiu garantir o presente desejado.
 
Com a listinha de amigos na mão, o bancário Hermes Ponte, 53, chegou cedo ao Centro. “Fiquei sem tempo para comprar esses últimos presentes, estava meio resiliente de vir ao Centro logo no dia 24, mas se eu soubesse que seria tranquilo assim teria feito todas as minhas compras hoje”. De acordo com ele, a dica foi chegar bem cedo.
 
A atendente Rochele Ferreira, 31, também acordou cedo para garantir as compras de Natal. “Eu deixei tudo para hoje”, conta. As sacolas cheias de roupas e calçados são para os três filhos. “Na empresa onde trabalho nós só recebemos o 13º nessa semana, só assim eu consegui comprar os presentes dos meninos, mas se pudesse teria vindo antes”. Ela conta que não sentiu diferença nos preços - nem aumento, nem descontos - mas diz que houve um pouco mais de dificuldade para ser atendida.
 
[FOTO2]Muitos dos comerciantes se supreenderam com o total de vendas no final deste ano. O montante foi reduzido em relação ao ano passado, mas surpreendeu diante da crise anunciada nos últimos meses. “As vendas estão satisfatórias, na reta final todas as pessoas vieram”, conta Robson Lima, gerente de uma loja de calçados no Centro. “Ao invés de reduzir o número de compras de mercadorias nós fizemos foi aumentar, esperando que as outras lojas recuassem, e funcionou”, afirma. De acordo com ele, a redução de vendas em relação ao ano passado foi em torno de 7%.
 
No shopping RioMar, a movimentação foi intensa nesta manhã. Tanto para aqueles que deixaram para fazer as compras na véspera de Natal como para quem ainda queria uma foto com Papai Noel. Em uma loja de roupas masculinas, a vendedora Virgínia Cordeiro, 24, contou que a maior movimentação ocorreu na quinta, 22, e sexta, 23, mas ainda espera receber bastante gente até o fim do dia de hoje. “O saldo foi positivo diante do que se esperava. Faltou estoque e precisou fazer reposição para hoje”, contou.
 
A administradora Sarah Teixeira, 33, conseguiu garantir os presentes da família nesta manhã. “Cheguei logo que o shopping abriu, fui bem objetiva nas escolhas já que ainda faltava muita coisa, mas logo cedo já percebi alguma dificuldade por estar mais cheio. O mais importante é que, mesmo em cima da hora, os presentes estão garantidos”, conclui.

TAGS