PUBLICIDADE
Notícias

Paralisação dos serviços será comunicada à Justiça, diz SSPDS sobre suspensão de BOs

Em nota, a secretaria destacou a ilegalidade da greve dos policiais civis. Entidades indicaram a suspensão do registro de BOs até o esvaziamento dos xadrezes

16:14 | 16/10/2016
NULL
NULL

[FOTO1] 

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) informou neste domingo, 16, que irá recorrer à Justiça em caso de paralisação de serviços nas delegacias. Desde sexta-feira, 14, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará (Sinpol), em conjunto com a Associação dos Delegados de Polícia do Ceará (Adepol), indicou a suspensão do registro de Boletins de Ocorrência (BOs) nas unidades plantonistas.

Em nota, a SSPDD destacou a ilegalidade da greve dos policiais civis. A Justiça, no último dia 27 de setembro, determinou o retorno às atividades de todos os policiais, sob pena de multa diária de R$ 3 mil para o sindicato e R$ 800 para cada profissional.

As entidades dos policiais e delegados informaram que a suspensão dos BOs foi uma forma de manter a integridade dos servidores e da população. A decisão foi tomada após resgates e fugas de presos mantidos nos xadrezes dos distritos policiais, na última semana.

Segundo o presidente do Sinpol, Francisco Lucas, o registro dos BOs continua suspenso até a transferência dos presos para unidades prisionais. "Foi comunicado que todos os presos sairiam dos xadrezes, mas a Sejus (Secretaria de Justiça do Ceará) só disponibilizou 250 vagas. Não houve nem reforço policial, a equipe de Maracanaú conta com um único inspetor", disse.

Francisco Lucas explicou que a orientação para a suspensão dos BOs não é um "boicote", mas uma medida de segurança. "Os profissionais e a população ficam no fogo cruzado. A gente não quer ver cenas lastimáveis de novo de um cidadão sendo assaltado dentro de uma delegacia", completa.

A Sejus respondeu, por meio de sua assessoria de imprensa, que a abertura das 250 vagas estava em conformidade com determinação judicial. Novas informações sobre a possibilidade de abertura de mais vagas poderão ser informadas durante a semana.

TAGS