PUBLICIDADE
Notícias

Fotógrafos de nascimento de todo o Brasil lançam portal para promover a humanização do parto

A fotógrafa cearense Roberta Martins é uma das integrantes. A ideia é fazer com que as fotos e vídeos que mostram o momento do nascimento contribuam para a mudança nos padrões obstétricos atuais

18:14 | 17/10/2016
NULL
NULL
[FOTO1] 
Foi a chegada da filha Teodora, hoje com dois anos e meio, que abriu o coração e os olhos de Roberta Martins para a importância do parto natural. A fotógrafa cearense participa, ao lado de profissionais de todo o Brasil, do portal Hora Dourada. No ar desde a última quinta-feira, a iniciativa tem o objetivo de construir uma rede de fotógrafos de nascimento que atuam em diferentes estados para, juntos, disseminar informação de qualidade a respeito do parto.
 
“O Brasil é recordista mundial em número de cesarianas programadas e isso é um problema de saúde pública. Eu acredito que  a imagem desmistifica. A mulher olha e percebe que esse momento não é só de dor, percebe que há beleza e começa a querer também essa beleza”, afirma Roberta, que já trabalha com este tipo de fotografia há dois anos no Estado.
 
Por meio do projeto, idealizado por Vívian Scaggiante e Suzanne Shub,  proprietárias da empresa Além D'Olhar,  as pessoas terão acesso a vídeos informativos sobre gestação, parto e pós-parto com imagens de nascimento e entrevistas com profissionais de diferentes áreas.
 
[FOTO2] 
No Brasil, a cesariana é responsável por mais da metade dos nascimentos. De acordo com o Ministério da Saúde, os índices chegam a 84% na rede particular e a 40% na rede pública. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as cesarianas sejam realizadas em menos de 15% das gestações.
 
Para Roberta, a fotografia de parto natural é um momento de conexão. “Há uma empatia, eu me conecto com essa família. A minha técnica, meu equipamento são ferramentas importantes, mas eu me coloco no lugar daquela mulher e procuro registrar da forma mais poética possível”, conta. Ainda sobre ver nascer, a fotógrafa fala sobre certa visceralidade nas imagens. “É um  momento de entrega, a mulher fica selvagem, ela vira o bicho desconstrói o tempo, o espaço e está entregue ao processo; e minha posição é a de olhar e tentar captar essa emoção de maneira discreta. Não invisível. Eu estou ali, eu levo energia, eu preciso estar bem”.
 
[FOTO3] 
Portal Hora Dourada
No primeiro momento, fotógrafos de nascimento estão sendo convidados a participar da construção de um extenso banco de dados onde estarão disponíveis informações e imagens de cada um dos profissionais que fazem parte da rede. Até o final do ano, também será disponibilizado um espaço de busca de grupos de apoio a gestantes em diferentes cidades que ajudem os casais a se preparar de forma mais consciente para a chegada do filho.
 
Também estão sendo divulgados na página depoimentos de casais e profissionais que trabalham com atendimento ao parto. Os relatos apresentam diferentes pontos de vista sobre a importância de imagens de nascimento.
 
Serviço:
TAGS