PUBLICIDADE
Notícias

Dia Mundial da Saúde Mental: ação "Dignidade em saúde mental" acontece neste sábado

ADMS objetiva informar a sociedade sobre a importância do atendimento médico, psicoterapia e internação hospitalar para quem sofre de doenças mentais

15:25 | 06/10/2016
A ação "Dignidade em saúde mental" que tem como objetivo alertar a sociedade no Dia Mundial da Saúde Mental sobre a temática, acontece neste sábado, 9. A iniciativa terá início às 16h30min na avenida beira-mar com a distribuição de material gráfico informativo, abordagens e orientação à população.


De acordo com a psiquiatra Valéria Barreto Novais, a saúde mental é negligenciada há muito tempo, embora seja essencial para o bem-estar geral das pessoas, das sociedades e dos países. “As estimativas iniciais indicam que cerca de 450 milhões de pessoas atualmente vivas sofrem de perturbações mentais ou neurobiológicas ou, então, de problemas psicossociais, como os relacionados com o abuso de álcool e de drogas”.



A profissional reforça os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), alertando que 10% da população global tem distúrbio mental. Segundo Valéria, a depressão grave é atualmente a principal causa de incapacitação em todo o mundo e ocupa o quarto lugar entre as dez principais causas de patologia, a nível mundial - com projeções indicando que nos próximos 20 anos, a depressão será a segunda principal causa de doença no mundo.

“Em todo o globo, 70 milhões de pessoas sofrem de dependência do álcool. Cerca de 50 milhões têm epilepsia; outros 24 milhões, esquizofrenia. Um milhão de pessoas cometem anualmente suicídio. Entre 10 e 20 milhões tentam suicidar-se. Rara é a família poupada de ter alguém com perturbações mentais. Uma em cada quatro pessoas será afetada por uma perturbação mental em alguma fase da vida”, diz a psiquiatra.

Serviço

Dia Mundial da Saúde Mental - Dignidade em saúde mental

Onde: avenida beira-mar às 16:30

Quando: sábado, 10 de outubro

Realização: Associação em Defesa da Saúde Mental (ADSM) com o Núcleo de Psiquiatria do Estado do Ceará (NUPEC) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

 

Redação O POVO Online

TAGS