PUBLICIDADE
Notícias

Ministério Público divulga lista de PMs denunciados

Promotor do MP garante que 'provas técnicas' referenciaram as prisões, não testemunhos. Câmeras de vigilâncias de prédios vizinhos, fotossensores e extratos telefônicos foram usados na investigação

09:09 | 01/09/2016
NULL
NULL

O Ministério Público do Ceará (MP/CE) divulgou a lista de policiais militares (PMs) acusados pela morte de 11 pessoas, entre a noite do dia 11 e a madrugada do dia 12 de novembro de 2015, no caso que ficou conhecido como Chacina da Grande Messejana, nesta quinta-feira, 1º, em coletiva de imprensa. Ao todo, 44 policiais tiveram as prisões decretadas pela Justiça a partir da denúncia do MP - o grupo está preso no 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Eles foram denunciados por 11 homicídios duplamente qualificados, três tentativas de homicídio qualificados, concurso de pessoas, três torturas físicas e uma tortura psicológica.

[SAIBAMAIS3]
Os detalhes da denúncia do MP foram apresentados nesta manhã pelo procurador-geral de Justiça, Plácido Barroso Rios; o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o promotor Manoel Epaminondas Vasconcelos; e os promotores Marcus Renan Plácido, Joseana França, Alice Iracema Aragão, Humberto Ibiapina, Rinaldo Janja e Felipe Diogo.

"Os fatos indicam a participação de muitos policias militares, dentre os quais foram identificados esses 45", afirmou um dos promotores. "Houve uma informação de que foram mais de 100. Não sabemos o número correto", completou.

A denúncia do MP inclui 45 PMs, mas a Justiça não acatou o nome de um oficial que estava na lista do órgão. Os promotores do MP adiantaram na coletiva que irão recorrer para que o policial também tenha a prisão preventiva decretada. O número inclui policiais que atuaram ativamente nos homicídios, assim como aqueles que se omitiram deliberadamente de parar a chacina.

Conforme os promotores, mais de 240 pessoas foram ouvidas no inquérito da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD). No entanto, o MP garante que "provas técnicas" referenciaram as prisões, não testemunhos. Câmeras de vigilâncias de prédios vizinhos, fotossensores e extratos telefônicos foram usados na investigação.

Detalhes do MP
O MP apresentou detalhes sobre o caso da Chacina da Grande Messejana, em coletiva de imprensa, com transmissão ao vivo nesta manhã. Veja abaixo os vídeos da coletiva:

[VIDEO2]
[VIDEO1]
Confira a seguir a lista dos policiais denunciados que tiveram as prisões decretadas:

Anderson Kesley Ribeiro Da Silva; soldado
Antônio Carlos Matos Marcal; sargento
Antônio Flauber de Melo Brazil; cabo
Antônio José de Abreu Vidal Filho; soldado
Antônio Juciêudo Holanda Lopes; soldado
Carlos Roberto Mesquita de Oliveira; sargento
Clênio Silva da Costa; sargento
Daniel Campos Meneze; soldado
Daniel Fernandes da Silva; cabo
Eliézio Ferreira Maia Junior; soldado
Fábio Oliveira dos Santos; cabo
Fábio Paulo Sales Gabriel;  soldado
Farley Diogo de Oliveira; sargento
Francinildo José da Silva Nascimento; sargento
Francisco Fabrício Albuquerque de Sousa; soldado
Francisco Fágner de Farias Mesquita; soldado
Francisco Flávio de Sousa; soldado
Francisco Girleudo Silveira Ferreira; soldado
Francisco Helder de Sousa Filho; cabo
Gaudioso Menezes de Mattos Brito Goes; soldado
Gérson Vitoriano Carvalho; soldado
Gildácio Alves da Silva; cabo
Hugo dos Santos Guedes; soldado
Ideraldo Amancio; soldado
Igor Bethoven Sousa de Oliveira; soldado
Ismael Alves Torres; soldado
Jean Rodrigues de Melo; soldado
José Oliveira do Nascimento; tenente
José Haroldo Uchôa Gomes, sargento
José Wagner Silva de Souza; patente não divulgada
Josiel Silveira Gomes; soldado
Kelvin Kessel Bandeira Paula; soldado
Luciano Breno Freitas Martiniano; soldado
Luis Fernando de Freitas Barroso; soldado
Marcílio Costa de Andrade; soldado
Marcus Vinicius Sousa da Costa; soldado
Maria Bárbara Moreira; sargento
Renne Diego Marques; soldado
Ronaldo da Silva Lima; soldado
Samuel Araujo de Aquino; soldado
Thiago Aurélio de Souza Augusto; cabo
Thiago Veríssimo Andrade Batista de Morais; soldado
Valdemir Izaquiel Silva; soldado
Wellington Veras Chagas; soldado


Redação O POVO Online
TAGS