PUBLICIDADE
Notícias

Grito dos Excluídos acontece nesta quarta-feira, no Jangurussu

Marcha organizada pela Arquidiocese de Fortaleza, com o tema "Vida em primeiro lugar", manifesta a respeito da crise hídrica no Estado

19:23 | 06/09/2016
O Grito dos Excluídos vai tomar as ruas de Fortaleza nesta quarta-feira, 7 de setembro. A marcha, que há 22 anos percorre bairros da Capital, manifesta a respeito da crise hídrica do Estado com o tema "Vida em primeiro lugar". A concentração, às 8 horas, será na Escola Municipal Delma Hermínia, em frente a av. Perimetral, bairro Jangurussu. Pelo menos duas mil pessoas saíram às ruas na última edição, em 2015, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Desta vez, a organização espera superar esse número.
 
Para o assessor das pastorais sociais da Arquidiocese de Fortaleza, padre Luís Sartorel, a marcha é uma forma da sociedade cobrar melhorias para as comunidades. "O Grito está dentro de um contexto específico de quinto ano de seca, com uma situação de doenças que continuam a afetar a saúde da população, como zika e chikungunya", afirma. 
 
A caminhada terá três paradas, em pontos específicos dos bairros Jangurussu e São Cristóvão. A previsão de encerramento é às 11 horas, na Capela Santa Clara. Na ocasião, será lançado o abaixo-assinado que pede revisão do conceito de distribuição de água. "Precisa ser, em primeiro lugar, a favor da população. Não a favor da indústria", diz o padre Sartorel.

O Grito dos Excluídos acontece sempre na semana da Pátria, na data em que é celebrada a a independência do Brasil. A marcha, sempre com um tema de acordo com o contexto do momento, as comunidades são convocadas para reivindiquem os direitos.
 
Redação O POVO Online
TAGS