PUBLICIDADE
Notícias

Congresso internacional discute violência em Fortaleza

Evento é realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFC, em parceria com o Centro Universitário Estácio do Ceará, Universidade Estadual do Ceará (Uece) e Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

18:49 | 09/09/2016
Acontece em Fortaleza o I Congresso Internacional Sobre Violência, Polidez, Mediação de Conflitos e Acesso à Justiça (Civip). A ideia é aproximar reflexões, olhares e diálogos sobre as possibilidades de violência a partir de diferentes perspectivas, como saúde, direito, linguística e psicologia. O evento sediado na Assembleia Legislativa começou nesta quinta-feira, 8, e vai até o próximo sábado, dia 10. 
 
Realizado em parceria com o Centro Universitário Estácio do Ceará, a Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual do Ceará (Uece) e Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A pró-reitora da Estácio, Letícia Pires, diz que um dos principais objetivos do evento é "sair das instituições para dialogar com autoridades" sobre violência. "Muitas vezes a gente vê a violência como sinônimo de criminalidade, mas a gente sabe das inumeras formas de violência", disse. "A violência simbólica, linguística. Não é apenas criminalidade, a ponta do iceberg que aparece pra sociedade". 
 
Com a temática "A Cortesia/Polidez Ritual e a Cortesia/Polidez Estratégica: armas contra a agressividade e violência verbais", a conferência de encerramento será realizada pela professora do Departamento de Humanidades da Universidade Aberta de Lisboa, em Portugal, Isabel Soares. Evento é parte do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFC, com apoio e promoção do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, da UFC, UFMA e Estácio.

 
Mais informações no site do Civip
Redação O POVO Online
TAGS