PUBLICIDADE
Notícias

Juiz nega revogação de prisão de jovem preso na operação 'Sunset'

Operação da DCTD desarticulou quadrilhas que atuavam no tráfico de drogas de Fortaleza e na Praia de Jericoacoara

19:16 | 08/08/2016
A revogação da prisão de Rachidy Sarquis Jereissati foi negada pelo juiz Flavio Vinicios Bastos Sousa, titular da 3ª Vara de Delitos de tráfico de Drogas e associação para o tráfico de drogas. A quadrilha foi presa na operação Sunset, da Polícia Civil e atuava em Fortaleza e na praia de Jericoacoara, em Jijoca, a 239 quilômetros de Fortaleza.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), a defesa alegou excesso de prazo na conclusão do exame pericial, da instauração incidente de insanidade mental. O magistrado disse que não houve excesso de prazo. "Não há dúvidas acerca da integridade mental do acusado ao tempo da ação, ressaltando que a perícia foi taxativa ao constatar que o acusado é apenas usuário de maconha, mesmo que de forma nociva, descartando qualquer dependência química”, lembrou

 Prisão

 A prisão de Rachidy aconteceu durante uma operação da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), em dezembro de 2015. O acusado e mais 12 pessoas foram presas, em cumprimento de mandados de busca de prisão e de busca e apreensão. A operação teve o intuito de desarticular quadrilhas que atuavam no tráfico de drogas na orla de Fortaleza e em pontos turísticos, como a Praia de Jericoacoara.

 Na ocasião, a delegada Patrícia Bezerra, que coordenou a operação, disse que ele era responsável por transportar a droga de Fortaleza para Jericoacoara. O jovem de classe média era considerado uma 'mula' do tráfico de drogas e residia em um apartamento na Praia de Iracema.

Conforme o TJCE, com Rachidy foram apreendidos 480 gramas de skunk, 100 gramas de Haxixe, 37 gramas de maconha, sacos plásticos utilizados para embalar o entorpecente e uma balança de precisão.
TAGS