PUBLICIDADE
Notícias

Crianças e adolescentes cegas têm dia de diversão no Parque Engenhoca

Objetivo é proporcionar programação diferente para os alunos

22:11 | 19/08/2016
NULL
NULL

A sexta-feira saiu da rotina para 40 alunos da Sociedade de Assistência aos Cegos. Eles participaram do projeto “Engenhoca Solidário”, do Parque Engenhoca, que leva instituições para um dia de diversão no local.

Amanda Gizelly, funcionária do parque e responsável pela ação, explica que a instituição foi escolhida por desenvolver um trabalho com pessoas com deficiência visual. “Queríamos dar um dia diferente a eles, onde as crianças pudessem descer na tirolesa, andar no pedalinho, fazer arvorismo,” explica. “Tenho certeza que essa data vai ficar na memória de cada um deles,” deseja.

Para receber o público, os funcionários do local participaram de uma vivência, vendando os olhos. “Todos ficaram com os olhos vendados para sentir como é a realidade dos cegos. E sem enxergar nada andaram por todo parque e utilizaram os brinquedos,” esclarece.

Para Ruth Souza, coordenadora da Sac, ações como as desenvolvidas pelo parque trazem muita felicidade para os alunos. “É lindo ver a satisfação, a alegria em cada rostinho. Isso significa muito, não só para eles, mas também para nós, que lutamos pela inclusão das pessoas com deficiência.”

[FOTO4]

Para Ruth, o momento mais emocionante foi ver um aluno que nunca enxergou entrar sozinho no lago. “Ele estava sozinho, “enxergando” pela orientação das pessoas, que diziam para qual lado deveria ir. Foi lindo, porque aprendi, nesses anos trabalhando com cegos, que a visão dessas pessoas é até onde suas mãos conseguem chegar,” disse.

[FOTO2]

Luiane Ferreira, que tem baixa visão foi ao Engenhoca pela segunda vez, mas essa foi a primeira oportunidade que aproveitou os brinquedos. “Fui nos pedalinhos e agora tô esperando pra ir no arvorismo, e depois descer na tirolesa,” disse enquanto aguardava sua vez no equipamento.

Para Iorrana Laís, que tem visão normal, o passeio pode contribuir para que os alunos percam o medo. “Na tirolesa e arvorismo, por exemplo, é possível ganhar mais coragem para enfrentar altura, afirmou.

Para ela, ações como essa são fundamentais para a inclusão dos cegos. “Proporcionar eventos como esse é importante para que eles percebam que são iguais a todo mundo,” reflete.
[FOTO3]

Engenhoca Solidário
O projeto “Engenhoca Solidário” é realizado a cada dois meses com instituições que trabalham com crianças carentes, pessoas com deficiência e entidades filantrópicas.

Serviço
Parque Engenhoca
Site: www.parqueengenhoca.com.br
Fone: 85 3361-1010

TAGS