PUBLICIDADE
Notícias

Começa a Semana Nacional de Combate e Controle da Leishmaniose

De acordo com o Centro de Zoonoses de Fortaleza, a prevenção é a melhor forma de controlar a doença.

14:07 | 08/08/2016
NULL
NULL

Atualizada em 10/8/2016 às 16h22min 

Uma campanha de encoleiramento social de cães contra o Calazar, promovida pelas prefeituras de Caucaia, Fortaleza, Maracanaú e ongs de proteção animal, distribuirá mais de 1.300 coleiras anti-parasitárias, durante a programação cearense da Semana Nacional de Combate e Controle da Leishmaniose, que começa nesta segunda-feira, 8.

Na programação da Semana haverá equipes de mobilização social, agentes de endemias e de zoonoses, bem como médicos veterinários, que farão palestras sobre medidas de prevenção e controle de Leishmaniose e explicações sobre técnicas de encoleiramento de cães.

A doença de nome científico Leishmaniose, popularmente conhecida como Calazar, tem alta letalidade e é transmissível entre humanos e animais. De acordo com os dados da Centro de Zoonoses de Fortaleza, nos últimos anos, a doença  já acometeu mais de 6 mil cães e quase 300 pessoas na capital cearense.

Leishmaniose visceral, ou calazar, é uma doença transmitida pelo mosquito-palha ou birigui (Lutzomyia longipalpis) que, ao picar o animal, introduz o protozoário Leishmania chagasi. Vale ressaltar que a doença não é contagiosa, não se transmite diretamente de uma pessoa para outra, nem de um animal para outro e nem dos animais para as pessoas. A transmissão do parasita ocorre apenas através da picada do mosquito fêmea infectado.

[SAIBAMAIS1]De acordo com o Centro de Zoonoses de Fortaleza, a prevenção é a melhor forma de controlar a doença. O tratamento é controverso, pois alguns veterinários defendem que calazar tem tratamento, embora a cura não seja totalmente garantida. Já outros, defendem que a doença não tem cura e a medida mais prudente é a eutanásia do animal. A recomendação do Ministério da Saúde é a eutanásia para os animais que sejam contaminados pelo mosquito transmissor da doença.

 

Segundo a veterinária da Scalibor, empresa que fornece as coleiras anti-calazar, a prevenção é a melhor forma de controlar a doença, uma vez que o tratamento é controverso.

No próximo dia 10, os representantes do Centro de Controle de Zoonoses de Fortaleza e alunos do curso de Medicina Veterinária da Universidade Estadual do Ceará (Uece) estarão juntos no Dia D de combate à Leishmaniose, na praça da Igreja Nossa Senhora da Saúde, para a realização de teste sorológico da leishmaniose e vacina antirrábica gratuitos.

Serviço:

10/08
Dia D de combate à Leishmaniose
Praça da Igreja Nossa Senhora da Saúde
Av. da Abolição, 3929 - Mucuripe

 

Confira a programação completa:

CAUCAIA
Data: 08/08 - “Medidas de prevenção e controle da leishmaniose” – Palestra para capacitação das equipes de mobilização social, agentes de endemias, zoonoses e agentes comunitários de saúde para as ações da Semana Nacional de Combate e Controle da Leishmaniose – técnicas de encoleiramento
Horário: das 9 às 10h
Local: Unidade Básica de Saúde do CIDI – Centro Integrado do Desenvolvimento Infantil (Av. Nova Alvorada, 416 – Marechal Rondon)
Data: 09/08 - Abertura da Semana Nacional de Combate e Controle da Leishmaniose e encoleiramento de 500 cães da população de Caucaia
Horário: das 9 às 12h
Local: Unidade Básica de Saúde do CIDI – Centro Integrado do Desenvolvimento Infantil (Av. Nova Alvorada, 416 – Marechal Rondon

MARACANAÚ
Data: 09/08 - “Medidas de prevenção e controle da leishmaniose” – Palestra para capacitação das equipes de mobilização social, agentes de endemias, zoonoses e agentes comunitários de saúde para as ações da Semana Nacional de Combate e Controle da Leishmaniose – técnicas de encoleiramento
Horário: 13h
Local: Auditório da Secretaria Municipal de Saúde (Av. II, nº 150 - Jereissati)

Data: 10/08 - Abertura da Semana Nacional de Combate e Controle da Leishmaniose e encoleiramento de 600 cães da população de Maracanaú
Horário: das 9 às 13h
Local: Praça Central do Timbó (Rua Cento e Dezoito)

TAGS