PUBLICIDADE
Notícias

Mulher denuncia erro de teste de gravidez em hospital de Fortaleza

Jovem recebeu a confirmação da gravidez e mobilizou familiares, mas depois de ter um sangramento, descobriu que o teste estava errado

19:56 | 20/07/2016
NULL
NULL

Atualizada às 21h51min

Uma cliente da Unimed Fortaleza denuncia a falha de um teste de gravidez, realizado na última semana, no hospital da empresa. A bancária Ana Thais Araújo de Pinho, 23 anos, relata transtornos devido à falha, que a fez acreditar que estaria grávida e ainda poderia estar tendo um aborto espontâneo.

A jovem, casada há um ano, contou que estava sentindo tonturas muito fortes e foi orientada pela médica a fazer um exame Beta HCG (exame que determina a gravidez), na última sexta-feira, 15. "Fui pensando que estava com labirintite, o teste era para tirar dúvidas. Em três horas, recebi o resultado de que estava grávida de quatro semanas", disse ao O POVO Online.
[SAIBAMAIS3]
O resultado inesperado foi comemorado e mobilizou a família inteira da bancária. "Fiquei em choque, pois não esperava isso agora, mas ficamos muito felizes com a vontade de Deus. Foi uma coisa que mexeu muito com a gente", frisa.

Com o resultado, Ana Thais disse que resolveu parar de tomar o remédio anticoncepcional até que, na terça-feira, 19, teve um sangramento. "Fiquei chorando muito achando que eu estava abortando. A minha médica deu uma nova guia do exame para checar se a gravidez estava regredindo ou progredindo", cita.

Quando esperava o resultado do novo exame, ela foi surpreendida pela ligação de uma funcionária da Unimed comunicando a falha. Uma hora depois da ligação, ela recebeu a notícia de que nunca esteve grávida.

"Mexeram com a família inteira, eu fiquei apreensiva pensando que podia estar abortando meu filho. Falaram do erro como se fosse uma besteira", criticou Ana Thais.

Resposta da Unimed
Procurada pelo O POVO Online, a Unimed enviou uma nota sobre o caso e lamentou os transtornos causados a Ana Thais e seus familiares. De acordo com a companhia, é realizado check list técnico diário em todos os equipamentos presentes em seus laboratórios conforme as indicações de seus respectivos fabricantes.

"No dia 15/07, data da realização do exame de BETA HCG da cliente Ana Thais Araújo de Pinho, realizado no Laboratório Unimed, localizado dentro do Hospital Regional da Unimed, todos os equipamentos passaram por suas devidas checagens diárias e nenhum deles apresentou nenhum tipo de alteração, tendo seus dados técnicos registrados conforme indicação do fabricante e aptos a operarem.

No dia 19/07, a Dasa (Diagnósticos da América S/A), empresa de respaldo nacional contratada para gerenciamento e operacionalização da rede de laboratórios da Unimed Fortaleza, identificou uma possível alteração no diagnóstico de 5 exames de BETA HCG realizados no dia 15/07. O Laboratório da Unimed, imediatamente, conforme protocolo interno, entrou em contato com cada uma destas pessoas solicitando seu retorno para uma nova coleta de amostra para a confirmação de resultados.

Lamentamos que a divergência do resultado tenha causado tantos transtornos a Ana Thais e seus familiares, bem como a qualquer outra pessoa. A Unimed Fortaleza reforça seu compromisso com seus clientes e procura, com transparência, reconhecer possíveis erros e tomar todas as providências cabíveis com agilidade, responsabilidade e seriedade. O equipamento está inativo e tanto a Dasa quanto a Siemens (empresa fabricante) estão apurando o ocorrido", disse a Unimed.

TAGS