PUBLICIDADE
Notícias

Após desistir de processar família de vítima, empresa negocia indenização

A empresa procurou a família da senhora Maria do Carmo Rocha Feijó para apresentar proposta de acordo. A vítima foi atropelada no dia 1º de março por ônibus no Terminal da Parangaba e morreu em seguida

17:34 | 14/07/2016
Atualizado às 18h19min 
 
Após desistir de processar a família da senhora Maria do Carmo Rocha Feijó, de 65 anos, que morreu após ser atropelada por um ônibus da Vega Transporte Urbano, a empresa apresentou uma proposta de acordo. Segundo a Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará, a Vega procurou a família para negociar, mas o caso ainda não foi concluído.
 
O POVO Online apurou que o valor apresentado gira em torno de R$ 18 mil. A reconvenção feita pela Defensoria Pública pede aproximadamente R$ 150 mil por danos morais. Já o pedido de indenização por danos materiais é de R$ 4.610.

O filho da vítima, Fábio Feijó, disse ao O POVO Online apenas que "ainda há pendências" sobre o caso, mas nada definido. A Vega não comentou a negociação. "Atendendo o pedido da família não falaremos mais sobre esse assunto", disse a assessoria em nota.

Entenda o caso
 
Maria do Carmo foi atropelada na manhã do dia 1º de março, quando tentava atravessar uma passarela no terminal de ônibus. A idosa foi socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Instituto Doutor José Frota (IJF). As câmeras de segurança da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) gravaram o momento em que o ônibus atropela Maria do Carmo. 
 
Veja o vídeo: 
 
[VIDEO1]
 
Redação O POVO Online
TAGS