PUBLICIDADE
Notícias

Após ataques, ônibus operam normalmente nesta quarta-feira, diz Sindiônibus

Os veículos, que foram recolhidos na noite de segunda, voltaram a operar depois de série de ataques contra prédios públicos, ônibus, viaturas e agentes de segurança

10:34 | 20/07/2016

As 321 linhas de ônibus de Fortaleza voltaram a circular normalmente, nesta quarta-feira, 20, informou o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Os veículos da capital haviam sido recolhidos na noite da última segunda-feira, 18, devido à onda de ataques aos ônibus.

Segundo o gerente de Operações do Sindiônibus, João Luís Maciel, o recolhimento não foi uma determinação deles, diferente do que foi apontado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro). "Quando acontecem eventos repetidos, como o de três veículos incendiados, os operadores daquelas linhas começam a ficar temerosos, recolhendo ou desviando os ônibus de certas áreas", disse ao O POVO Online.

Na noite da última terça-feira, 19, não houve recolhimento de veículos, mas as linhas Santa Fé, Maria Tomásia e Carlos Albuquerque não circularam após ameaças. "Foram locais onde fomos ameaçados. Às 7 horas da manhã de ontem (terça-feira, 19), jogaram gasolina em um veículo da Santa Fé, teve motoqueiro ameaçando nossos operadores, coisas assim", afirma o gerente do sindicato patronal.

De acordo com João Luís, o funcionamento foi 100% normalizado a partir desta quarta. "Na terça, tivemos ônibus sendo escoltados por funcionários nossos, naquela região próxima à Itaitinga. Todos os eventos são registrados na Polícia, e as imagens e bilhetes encontrados são entregues para o processo criminal". A "escolta" informal ocorreu em bairros como Curió, Conj. Palmeiras e Pedras.

Ataques

Desde o último dia 13 de julho, foram registrados 23 ataques contra prédios públicos, ônibus, viaturas e agentes de segurança. Na noite de domingo, 17, cinco ônibus foram total ou parcialmente incendiados em Fortaleza e Pacajus.
Na noite de segunda-feira, 18, um veículo da linha 637 - Conjunto Maria Tomásia/Santa Filomena, foi parcialmente destruído após ser incendiado em ação semelhante às registradas no dia anterior. O ateque foi registrado às 21 horas, no cruzamento da rua Augusto Benevides com Dionísio Leonel de Alencar, no bairro Pedras.

A Polícia Civil já prendeu oito pessoas e identificou pelo menos 30 por participação direta ou indireta nos ataques. Detentos que teriam ordenado parte dos atentados estão entre os suspeitos, segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Andrade Júnior.

As cartas deixadas com ameaças ao governador Camilo Santana e às forças de Segurança do Estado foram comprovadas autênticas pelo delegado-geral da Polícia Civil.

Outros casos
Quatro policiais também foram baleados nos últimos dias, mas não há indicativos de que as ações façam parte dos atentados. No domingo, 17, um sargento da PM foi baleado durante uma tentativa de assalto, quando estava fora de serviço, em Morada Nova.

Na mesma noite, um sargento à paisana também foi baleado quando trafegava como garupeiro de uma moto. Na noite da última terça-feira, 19, um policial militar e um policial civil ficaram feridos após serem atingidos com tiros em tentativas de assalto.

Linha do tempo
13/7. O 23º DP, em Caucaia, (Região Metropolitana de Fortaleza) é alvejado por disparos de arma de fogo.

14/7. Fachada da GMF, no Rodolfo Teófilo, é alvo de tiros. No 27º DP, no João XXIII, dois carros são incendiados. Em Sobral (Região Norte), Delegacia da Defesa da Mulher é alvejada.

Ônibus é incendiado em Itaitinga.

15/7. Sargento Mardones Costa e subtenente Aldemir Paula Silva são baleados no bairro Antônio Bezerra.

16/7. 3º DP, no Otávio Bonfim, é alvejado e, em seguida, 11 presos fogem.

Ônibus é incendiado no Jardim Iracema. Criminosos atiram contra a recepção da GMF e ateiam fogo na lateral do prédio. Ônibus é incendiado no Parque Iracema. Soldado Francisco Claudemir é baleado no Antônio Bezerra. Delegacia de Pacajus (RMF) é alvejada com oito tiros. Fachada do Hospital Regional de Sobral (Região Norte) é alvejada.

17/7. Viatura é alvejada no bairro Panamericano, em Fortaleza. Delegacia é atacada no bairro Vila Velha. Carro do Corpo de Bombeiros é atacado.

18/7. Ônibus é parcialmente incendiado no bairro Barra do Ceará. Ônibus é parcialmente incendiado na avenida Dioguinho, na Praia do Futuro. Ônibus é totalmente incendiado no bairro Ancuri.

Dois ônibus são incendiados em Pacajus (RMF).

Fórum de Sobral é alvejado com três tiros.

Ônibus é parcialmente incendiado no cruzamento da rua Augusto Benevides com Dionísio Leonel de Alencar, no bairro Pedras.

TAGS