PUBLICIDADE
Notícias

Polícia investiga vídeo com punição a suposto assaltante

Imagens mostram homens que dizem ser do Comando Vermelho atirando na perna de um jovem. Os agressores afirmam não permitir roubos em áreas que dizem dominar

19:49 | 24/06/2016
Um vídeo que circula em redes sociais da internet mostra uma suposta punição a um homem que teria cometido assaltos no bairro Rodolfo Téofilo. As imagens mostram o homem levando um tiro de revólver na panturrilha direita, após ser coagido a afirmar que a ação é um exemplo para "não roubar mais nas áreas". Os agressores reivindicam pertencimento à facção criminosa Comando Vermelho (CV).
No Facebook, o compartilhamento do vídeo ganhou força na noite de quinta-feira, 23. Apenas o rosto do suposto assaltante é mostrado nas imagens. Devido à violência das imagens, O POVO Online opta por não reproduzi-las.
 
No vídeo, um dos agressores, que não se identifica, coage a vítima a reforçar o domínio do Comando Vermelho também nos bairros Bela Vista e Parquelândia, o que tornaria proibido roubos nas regiões. "Tu iria é (sic) morrer", comenta outro, referindo-se ao suposto assaltante.
 
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) não confirma a veracidade, mas "não descarta nenhuma possibilidade". A pasta ainda afirma que as imagens foram enviadas para investigação ao 11º Distrito Policial (11º DP) e ao comandante da Polícia Militar (PM) da Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5).
 
O coronel Lauro Prado, secretário adjunto da SSPDS, afirma que muitos criminosos "se aproveitam" da notoriedades do CV e também do Primeiro Comando da Capital (PCC) para "mostrar que tem poder". Segundo Lauro Prado, pessoas foram presas no Estado ligadas ao CV e ao PCC, mas essas facções não "controlam" áreas delimitadas na Capital.
Redação O POVO Online
TAGS