PUBLICIDADE
Notícias

Faculdade apura denúncia de assédio sexual contra universitária

Estudante diz que homem tentou agarrá-la e tirar sua roupa, dentro da biblioteca da instituição, onde ela estava estudando

21:50 | 01/06/2016
NULL
NULL
A Estácio Fic está apurando uma denúncia de assédio sexual contra uma universitária da instituição, que teria ocorrido na unidade Moreira Campos, na Aldeota. A estudante, que cursa Direito na faculdade, diz que um homem vestindo o uniforme do centro universitário lhe atacou, enquanto ela estudava na biblioteca, nesta terça-feira, 31. A jovem fez um Boletim de Ocorrência (B.O.) na Delegacia da Mulher, nesta quarta-feira, 1º.

O relato da jovem foi publicado no Facebook. Ela conta que um homem tentou agarrá-la e tirar sua roupa. "A sorte foi que um aluno estava passando e ele saiu. Estou apavorada e venho aqui comunicar vocês que tomem cuidado", publicou a estudante.

O Centro Universitário informou ao O POVO Online que instalou uma comissão para apurar os fatos e adotar todas as medidas cabíveis. A instituição também disse que tomou conhecimento do caso pela própria aluna e que, desde então, tem prestado apoio à estudante e a sua família.

Amiga de universitária conversa com O POVO Online
Uma amiga da universitária, que também cursa Direito na instituição, relatou que elas estão em semana de prova na faculdade, e a colega estava estudando para as avaliações, quando o homem se aproximou. "Ele chegou pelas costas, falou coisas obscenas e tentou subir a blusa dela", comentou ela, que preferiu não ser identificada.

Ela explica que a amiga se sentiu confiante para levantar e sair da sala, quando avistou uma terceira pessoa que passava pelo local. Neste momento, o homem também foi embora. "De fato, ela não conseguiu identificar se era um funcionário, se estava com um crachá. Ela foi diretamente à coordenação, que pediu a ela que procurasse a instituição no dia seguinte", comentou. A colega da universitária disse que a amiga pediu para verificar as câmeras de segurança da instituição, mas, até o momento, não teve acesso.

O POVO Online optou por não identificar a universitária que relatou o caso de assédio sexual.
TAGS