PUBLICIDADE
Notícias

Cultura do estupro é tema de roda de conversa na Secretaria da Justiça

O evento contará com a participação das defensoras de Direitos Humanos Lola Aronovich e Adriana Tremembé. O debate ocorrerá nesta sexta-feira, 30

17:06 | 28/06/2016
A cultura do estupro será tema de roda de conversa que será realizada nesta quinta-feira, 30, pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), por meio do Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos (PPDDH-CE). O debate ocorrerá às 14h, no auditório da Sejus.
 
No Ceará, em 2015, a cada seis horas, houve um caso de estupro. No ano passado, 1.580 pessoas foram vítimas de violência sexual no Estado — 86% são do sexo feminino. São cerca de quatro pessoas vítimas por dia. Desse número, quase 80% são crianças e adolescentes; e, dentro deste percentual, há mais vítimas com faixa etária de zero a 11 anos. Os dados foram publicados em matéria veiculada pelo O POVO em maio deste ano. 

O encontro desta quinta contará com a presença de duas protegidas do PPDDH-CE, Lola Aronovich (do blog Escreva Lola Escreva) e Adriana Tremembé (defensora da causa indígena), e também da delegada de Defesa da Mulher, Rena Gomes.  Durante a roda de conversa, elas falarão sobre a atuação delas como defensoras dos Direitos Humanos, passando pela condição de gênero e da luta diária por igualdade. O evento é aberto ao público e está sujeito à lotação do auditório da Sejus.

Nacional

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) indica que 70% dos casos de estupro no Brasil são praticados contra crianças e adolescentes. Ainda segundo o Instituto, estima-se que mais de 500 mil pessoas são estupradas por ano no Brasil e que, destes casos, apenas 10% chegam ao conhecimento da polícia. E mais: de acordo com o 9º Anuário Brasileiro da Segurança Pública, publicado no Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cada 11 minutos um caso de estupro é notificado às autoridades.


Serviço: 
Roda de Conversa sobre a cultura do estupro
Dia: 30 de junho
Horário: 14 horas
Local: auditório da Sejus (rua Tenente Benévolo, 1055)
TAGS