PUBLICIDADE
Notícias

Ceará registra seis mortes por dengue e passa de 14 mil casos da doença confirmados em 2016

A capital cearense continua concentrando o maior número de casos de dengue confirmados. Até o momento, são 6.519 notificações confirmadas

19:18 | 17/06/2016
NULL
NULL

A Secretaria da Saúde (Sesa) confirmou seis mortes por causa de dengue e 14.524 casos da doença no Ceará, em 2016, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira, 17. Em uma semana, foram notificados mais dois óbitos e mais de 1.500 casos. Outras 40.003 notificações estão em investigação.

As mortes foram registradas nos municípios de Catarina (1), Icó (1), Aracati (1), Fortim (1) e Fortaleza (2). A Sesa aponta uma redução de 66,6% em comparação ao mesmo período de 2015, quando foram confirmados 18 óbitos.

Segundo a Sesa, estão em investigação 44 casos de formas graves, com 39 mortes suspeitas em Fortaleza (16), Maracanaú (3), Caucaia (3), Tauá (3), Aquiraz (2), Horizonte (2), Crato (1), Itapajé (1), Paraipaba (1), Ocara (1), Quixadá (1), Itaiçaba (1), Pacatuba (1), Capistrano (1), Alto Santo (1) e Quixelô (1).

A capital cearense continua concentrando o maior número de casos de dengue confirmados. Até o momento, são 6.519 notificações confirmadas, além de 15.545 casos suspeitos da doença.

A secretaria informou que foram confirmados casos de dengue nas 22 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES) e em 77,1% (142/184) dos municípios. No caso da faixa etária das pessoas diagnosticadas, 22,1% dos casos confirmados tinham de 20 a 29 anos.

App
A Prefeitura de Fortaleza lança, nesta sexta, o aplicativo para celular e tablete “Xô, Mosquito!”. A tecnologia foi desenvolvida pelo Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) com o objetivo de onseguir o engajamento dos fortalezenses no combate aos focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. 


TAGS