PUBLICIDADE
Notícias

Alunos e professores ocupam sede da Secretaria da Educação

Centenas de alunos chegaram à Seduc durante manifestação dos professores da rede estadual, em greve desde o dia 25 de abril

16:56 | 02/06/2016
NULL
NULL
Centenas de estudantes ocuparam, nesta quinta-feira, 2, parte das dependências da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc). Os alunos chegaram à sede da Seduc durante a manifestação realizada por professores da rede estadual, que estão em greve desde o dia 25 de abril. A ocupação, sem data para acabar, afetou os serviços executados na sede da secretaria e tomou as rampas de acesso a três andares do prédio, paralisando dois setores. 
 
“É importante mostrar que os alunos estão participando desse movimento, pois dá mais força”, afirmou a aluna Raabe Souza, que cursa o terceiro ano do Ensino Médio no Colégio Estadual Liceu de Maracanaú, ocupado por estudantes há cerca de um mês. Ainda durante a manhã, o secretário da Educação, Idilvan Alencar, recebeu uma comissão de professores. A ocupação dos alunos, entretanto, deverá seguir mesmo com as negociações entre o Governo e a categoria.
 
De acordo com informações da Seduc, enquanto as dependências do local estiverem ocupadas, haverá descontinuidade de serviços ofertados à comunidade: inspeção escolar, atividades da Coordenadoria de Gestão de Pessoas e das áreas responsáveis pelos pagamentos de fornecedores de transporte escolar.
 
GREVE 
 
Uma nova proposta de reajuste salarial deverá ser apresentada aos professores na próxima segunda, 6. Dois dais depois, na quarta-feira, 8, uma assembleia junto à categoria deverá decidir os rumos da greve. De acordo com informações da Seduc, das 709 escolas do Estado, mais de 400 estão com funcionamento normal. A secretaria informou ainda que, na próxima semana, as escolas que aderiram à greve e já voltarão às atividades, começarão a elaborar os calendários de reposição das aulas, garantindo o cumprimento dos 200 dias letivos. 
 
A Seduc destacou que um pacote de R$ 140 milhões foi anunciado pelo governador Camilo Santana para infraestrutura das escolas (reformas e manutenção), alimentação escolar, aquisição de computadores, notebooks para premiar os melhores alunos no Spaece e Enem, entre outras ações, incluindo benefícios aos professores.
Redação O POVO Online 

TAGS