PUBLICIDADE
Notícias

MPCE vai apurar responsabilidades por homicídios e danos ao patrimônio público ocorridos em rebeliões nos presídios neste sábado

As rebeliões tiveram início após deflagração de greve por parte do agentes penitenciários do Ceará, a partir da zero hora deste sábado

18:51 | 21/05/2016
NULL
NULL

O Procurador-Geral de Justiça, Plácido Barroso Rios, determinou, no início da tarde deste sábado, 21, a instauração de procedimento investigatório para apurar autoria e responsabilidades dos crimes de homicídio e danos ao patrimônio público que estão ocorrendo numa série de rebeliões no sistema penitenciário no Estado do Ceará. As informações foram divulgadas pela assessoria do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE).

As rebeliões tiveram início após deflagração de greve por parte do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará, a partir da zero hora deste sábado.

Com a greve, foram suspensas as visitas do fim de semana, alterando também o suprimento de alimentação dos presídios, o que teria gerado uma revolta nos detentos e uma série de rebeliões no Estado.

Acompanhamento das rebeliões nos presídios

Conforme a assessoria do Ministério Público do Ceará, as promotoras de Justiça Joseana França, Promotora Corregedora dos presídios em Fortaleza, e Flávia Unneberg, Coordenadora do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAOCRIM), acompanharam as rebeliões e todas as ações do Estado voltadas ao restabelecimento da segurança no interior dos presídios e fim das rebeliões.

Redação O POVO Online

TAGS