PUBLICIDADE
Notícias

Ministério Público investigará denúncia de agentes contra AMC

Caso ficará com uma das Promotorias do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público. Agentes denunciam a prática de concessão de folgas e horas extras condicionadas à quantidade de notificação aplicada por mês

15:16 | 13/05/2016
NULL
NULL
O Ministério Público do Estado (MP-CE) vai investigar a denúncia de servidores da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) sobre assédio coletivo moral no órgão. No inicio de março, O POVO Online noticiou com exclusividade a entrega da representação do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindfort) contra o órgão, na Procuradoria Geral da Justiça. A categoria denunciou a prática de concessão de folgas e horas extras condicionadas à quantidade de notificação aplicada por mês e punições arbitrárias.

%2b Relembre o caso

O Sindfort já recebeu a notificação do Núcleo de Atuação Especial de Controle, Fiscalização e Acompanhamento de Políticas do Trânsito (Naetran). O POVO Online entrou em contato com a AMC, que informou que o órgão não foi notificado e não iria se pronunciar sobre o caso.

No ofício assinado pela promotora Thelma Regina Braga Damasceno, datado no último dia 25 de abril, consta que os autos serão encaminhados à Secretaria Executiva das Promotorias de Justiça Cíveis para distribuição a uma das Promotorias do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público para análise de possível responsabilização por improbidade administrativa e medidas que entender cabíveis.

Segundo o diretor do Sindicato, Eriston Ferreira, o Sindfort vai marcar uma audiência com o procurador responsável para articular oitivas e elencar nomes de agentes que se disponham a orientar a Procuradoria. "Para a categoria é muito importante ter um órgão como o MP investigando. Com certeza, temos elementos suficientes para comprovar a conduta errada praticada pela chefia", comentou ele.
TAGS