PUBLICIDADE
Notícias

Judiciário cearense inicia campanha para valorização da categoria

Com duração de seis meses, o setor prepara ações de conscientização em rádio, TV e elemídia no primeiro bimestre

18:47 | 30/05/2016
A quantidade de processos deixa o número de juízes no Ceará sobrecarregados. De acordo com Associação Cearense de Magistrados (ACM), 1,5 milhão de processos tramitam na Justiça Estadual do Ceará com apenas 450 juízes em exercício. Em média, cada juiz trabalha com mais de mil processos por ano. Para facilitar o processo da população à justiça, a AMC lança a ação de Auxílio e Acesso.
 
A campanha de conscientização terá duração de seis meses. Os dois primeiros meses em rádio, TV e elemídia. Nos outros quatro meses, a categoria vai focar em rádio e mídia eletrônica.  

O presidente da ACM, Antônio Alves de Araújo, afirma que os profissionais trabalham para mostrar para a sociedade "as reais condições e dificuldades" pelas quais passam a magistratura cearense. "Nós temos que mostrar as deficiências e carências que existem nos nossos fóruns. Carência orçamentária. Nosso trabalho, sobretudo, é de exigir do poder legislativo e executivo melhores condições orçamentárias para que possa efetivamente desempenhar o trabalho merecido pela sociedade", explicou.

"Nossos juízes estão na exaustão. É necessário que haja, por parte das autoridades competentes, a verificação de que esse quadro precisa mudar porque a demanda é cada vez maior", continuou em entrevista ao programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO CBN.

Ainda de acordo com o presidente da ACM, a Justiça do Ceará "é a mais barata" do País. Segundo cálculos da Associação, setor cearense sai seis vezes mais barato que o trabalho no Distrito Federal. 
 
 
Redação O POVO Online
TAGS