PUBLICIDADE
Notícias

Após rebeliões e protestos, secretário da Justiça segue reunido com Sindicato dos Agentes Penitenciários

No primeiro dia da greve dos agentes, protestos e rebeliões na Região Metropolitana marcaram a manhã deste sábado, 21

14:02 | 21/05/2016
NULL
NULL

Após rebelião em unidades prisionais e protesto de visitas que foram impedidas de entrar nos complexos penitenciários da Região Metropolitana, o secretário da Justiça e Cidadania (Sejus), Hélio Leitão, se reuniu com o Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp-CE), no Palácio da Abolição, no começo da tarde deste sábado, 21, primeiro dia da greve dos agentes. 

Segundo o Sindasp, foram registrados incidentes em todas as unidades do complexo de Itaitinga e no presídio feminino Desembargadora Auri Moura Costa, sendo que no presídio feminino teria acontecido um principio de incêndio e depredação de celas. O movimento ainda disse que aconteceram motins no Interior do Estado.

 

[SAIBAMAIS2]

 

A Sejus confirmou o protesto de visitantes das unidades proximas a BR-116 e uma rebelião na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL IV), em que presos revoltados com o bloqueio das visitas incendiaram colchões e quebraram celas. Conforme a Sejus, os agentes penitenciários foram responsáveis por impedir a entrada das visitas. A Polícia Militar teve que entrar na CPPL IV para conter a situação e o fogo ainda não havia sido controlado.

O órgão não confirmou qualquer motim no presídio feminino. Unidade Prisional de Caucaia, conhecida como Carrapicho, o sindicato diz que houve ameaça de motim por parte dos presos. No entanto, não houve incêndio ou quebra-quebra. A Sejus disse que o que houve foi o protesto por parte das mulheres dos detentos na rodovia.

 A Sejus não informou se haverá uma contraproposta nas reivindicações da reunião, mas quando o encontro terminasse seria divulgado o que ficaria resolvido entre agentes penitenciários e Secretaria da Justiça.

 

Unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)registram rebeliões de detentos e protestos de vistantes na manhã deste sábado, 21

 

[FOTO1]

[FOTO2]

[FOTO3]

[FOTO4]

[FOTO5] 

 

 

TAGS