PUBLICIDADE
Notícias

Estudante cearense participa de conferência global com príncipe da Dinamarca

Graduado em Engenharia Metalúrgica na UFC, Alfredo Leão, 26, está cursando o 2º semestre de Mestrado na Universidade Técnica da Dinamarca. Morando em Copenhagen, capital dinamarquesa, ele estagia em uma empresa multinacional

19:43 | 05/04/2016
NULL
NULL
O cearense Alfredo Leão, 26 anos, natural de Fortaleza, foi um dos dois brasileiros a participar da Conferência Global de Talentos na Dinamarca, que contou com a participação do príncipe dinamarquês Joachim Holger. Cursando o segundo semestre de Mestrado de Engenharia em Design e Inovação na Universidade Técnica da Dinamarca - avaliada como a quarta melhor da Europa no setor -, ele acabou selecionado no programa Jovem Embaixador da Boa-Vontade.

Graduado em Engenharia Metalúrgica na Universidade Federal do Ceará (UFC), Alfredo está cursando o mestrado na Dinamarca desde o ano passado. Lá, surgiu a oportunidade de se tornar um Jovem Embaixador e ter experiências com empresas globais dinamarquesas e multinacionais, como Maersk, Novo Nordisk, Grundfos, Coloplast e Microsoft.

No último sábado, 2, Alfredo esteve presente na conferência global do projeto, realizada na sede da Cowi, empresa internacional de engenharia dinamarquesa. O cearense foi um dos 180 estudantes internacionais selecionados criteriosamente, entre as universidades da Dinamarca, para ingressar no projeto.
[SAIBAMAIS3]
"Para mim, está sendo de super relevância, pois aqui, de fato, os processos seletivos para empresas/universidades diferem muito dos que já havia vivenciado até então, como em outra oportunidade que tive de trabalhar e estudar na França. O programa aqui em questão está nos capacitando para sermos mais competitivos e eficientes na procura de trabalho aqui na Dinamarca", contou Leão.

O programa de desenvolvimento de talentos e carreira global na Dinamarca tem como objetivo criar mobilidade bilateral e futuras oportunidades de carreira no país durante a estadia do estudante na região. Morando em Copenhagen, capital dinamarquesa, o cearense estagia em uma empresa multinacional sueca chamada Alfa Laval.

[FOTO2]
"Existe necessidade de mão de obra qualificada aqui, e eles estão com escassez prevista em um futuro próximo. Grandes empresas de setores muito importantes da indústria estiveram na Conferência e se mostraram bastantes interessadas nos alunos presentes", disse Alfredo.

Garantia do príncipe
Um dos pontos altos da Conferência Global, no qual Alfredo participou, foi a entrevista aberta do príncipe Joachim da Dinamarca. Entre as anotações do cearense, o estudante destaca uma fala da alteza para os alunos.

"Nós não podemos obrigá-los a ficar na Dinamarca, e nós não faremos isso, mas nós queremos garantir que vocês terão todas as ferramentas para que, independente de onde os estudos de vocês os levarem, vocês irão lembrar da Dinamarca e irão querer voltar", relatou o príncipe na ocasião.

Experiência internacional
A estadia na Dinamarca é a segunda experiência internacional do cearense. Entre 2012 e 2013, Alfredo fez um intercâmbio em Paris, na França. Foi nesta primeira jornada de estudos fora do Brasil que o estudante despertou o interesse no país nórdico.

"Eu vim parar aqui na Dinamarca porque quando vivi em Paris, morei em um campus universitário chamado CIUP. Lá existia o dormitório estudantil da Dinamarca (fondation danoise), enquanto um dinamarquês foi morar na casa do Brasil. Foi assim meu primeiro contato com a Dinamarca. A partir daí, passei a me interessar pelo país. Numa visita que fiz a Copenhagen, aproveitei para conhecer a faculdade de engenharia. Me inscrevi, e eles me chamaram", explicou o cearense.

Para os interessados em buscar uma oportunidade de estudo internacional, Alfredo deixa um conselho e relata a própria experiência no processo. "Mostrei muito interesse pelo programa de mestrado e fui muito insistente com o coordenador. Isto junto com um bom currículo escolar e diversas atividades extracurriculares. Outros cearenses de fato têm portas abertas para fazer o mesmo. É necessário, claro, pesquisar bastante e tentar mostrar seu diferencial e, certamente, uma oportunidade irá aparecer", aconselhou.

Jovens Embaixadores da Boa-Vontade da Dinamarca
O Programa Jovens Embaixadores da Boa-Vontade da Dinamarca, fundado pela Copenhagen Capacity, tem estreita colaboração com Associação das Indústrias Dinamarquesas e parceria com as universidades dinamarquesas, incluindo Universidade de Copenhagen, AarhusUniversity, Universidade de Aalborg, Copenhagen Business School e Universidade Técnica da Dinamarca. O projeto é financiado pelo Fundo Social da União Europeia.
TAGS