PUBLICIDADE
Notícias

Bicicletar ganha nove novas estações a partir desta terça-feira

14:42 | 18/04/2016

A partir desta terça-feira, 19, nove novas estações do Bicicletar - sistema de bicicletas compartilhadas de Fortaleza - entram em funcionamento. Desta vez, a região Oeste da Capital será a contemplada.

As novas estações passarão a funcionar a partir das 5 horas desta terça-feira e estarão localizadas no Anfiteatro do Parque do Cocó, nas ruas Andrade Furtado (próximo ao Portugaleria Shopping), Júlio Azevedo (próximo ao Mercadinho São Luiz da Av. Santos Dumont), Dr. Francisco Matos (próximo à Praça Engenheiro Pedro Felipe Borges/Oficina do Senhor), Coronel Linhares (próximo à Av. Antônio Sales) e Vicente Linhares (próximo ao Colégio Santa Cecília), além da Av. Santos Dumont (próximo à Rua Professor Otávio Lobo), da Praça Martins Dourado (entre as ruas Gilberto Studart e Bento Albuquerque) e a Pracinha da Cidade 2000.

"A gente segue um planejamento maior em chegar a várias áreas da cidade. Temos uma delimitação que é fazer isso sem longas distâncias entre as estações. É uma espécie de regra de ouro do sistema. E esse tem sido um dos fatores para o sistema ser um dos mais usados do País", explica Taís Costa, arquiteta da Prefeitura, sobre a expansão do Bicicletar para a região oeste da cidade.

Com os equipamentos, o Bicicletar chega a 69 estações com um total de 690 bicicletas compartilhadas. Segundo a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) - órgão responsável pela execução do projeto - a previsão é de chegar a 80 estações até o fim do primeiro semestre. Até 2018, a estimativa é de 300 estações.

Iniciado em dezembro de 2014, 777.649 viagens foram realizadas no Bicicletar. O sistema conta com mais de 100 mil usuários cadastrados.

"A expansão vai seguir essa radiação para o lado Washington Soares. Durante a operação, a gente também detectou uns vazios de aprimorar alguns outros pontos da cidade. Teremos novos pontos na Jacarecanga, na Domingos Olímpio, próximo ao Lourenço Filho. O objetivo é preencher algumas lacunas entre as estações", complementa Taís.

 

TAGS