PUBLICIDADE
Notícias

Inquérito prossegue aberto; Polícia aguarda laudo da Pefoce sobre desabamento

O prazo para a entrega do documento encerra-se nesta semana, mas o delegado responsável pelo caso diz que documento pode ser recebido até o próximo mês. Três pessoas ainda prestam depoimento nesta terça-feira

10:55 | 22/03/2016
A Polícia Civil continua as investigações sobre o desabamento na obra da ponte da avenida Raul Barbosa, sobre o canal do Lagamar, no bairro Alto da Balança. O processo agora aguarda o resultado do laudo da Perícia Forense, segundo delegado responsável pelo caso, João Munguba Neto, titular do 4° Distrito Policial. O prazo para a entrega do documento encerra-se nesta quarta-feira, 23.

De acordo com ele, cerca de 10 a 12 pessoas foram ouvidas, e outras três serão interrogadas nesta terça-feira, 22. "Nós estamos encerrando a fase de oitiva das pessoas. Eu tomei conhecimento dos laudos da Prefeitura e do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará) através da imprensa, mas não são eles que vão embasar nosso trabalho", disse.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou no último dia 23 de fevereiro que o laudo ficaria pronto em 30 dias. O prazo encerra-se nesta quarta, mas a pasta disse ao O OPOVO Online, na manhã desta terça, que iria se manifestar somente após o vencimento.  "Acredito que, no mais tardar, estamos com esse laudo até o próximo mês", afirma o delegado.

Munguba diz que, se forem constatados erros técnicos e materiais, empresas e órgãos poderão ser responsabilizados civil e criminalmente. "Existe a possibilidade da ocorrência de crime, mas ainda não posso atribuir culpa ou falar quais crimes podem ser configurados’’.

Entre as pessoas ouvidas pela Polícia, estão funcionários de pelo menos quatro empresas envolvidas na obra, além da Prefeitura de Fortaleza e do Crea. O escoramento, desde o projeto à montagem, era feito pela empresa SH Formas Andaimes e Escoramentos LTDA. A responsável pela obra é a construtora Ferreira Guedes. O delegado não informou o nome das demais empresas envolvidas.
TAGS