PUBLICIDADE
Notícias

Discussão entre motorista e motociclista armado na BR-116 é flagrada em vídeo

Conforme PRF-CE, a briga de trânsito foi motivada por manobra que quase causa acidente. Motociclista armado foi identificado como agente de segurança pública

20:40 | 11/03/2016
NULL
NULL

Atualizada às 22h55min

Uma briga de trânsito, com uma abordagem de um motociclista a um carro, foi flagrada em vídeo que está circulando as redes sociais. A cena, que poderia ser confundida com um assalto, já que o motociclista está armado e coloca parte do corpo dentro do automóvel, foi uma discussão, na BR-116, no bairro Cajazeiras, após uma manobra que quase resulta em um acidente.

De acordo com a assessoria da Policia Rodoviária Federal (PRF-CE), a cena ocorreu na manhã da última quinta-feira, 10. O motociclista armado, assim como o outro motociclista que acompanhava a discussão, seriam agentes de segurança pública. "Ele, portanto, possui porte de arma", esclarece.

Conforme explica a PRF, com base em informações de testemunhas, o motociclista teria sido fechado pelo carro. "acreditamos que possa ter sido até sem querer, já que os motociclistas costuma transitar entre os corredores dos automóveis e acabam (ficando) no ponto cego dos retrovisores, sem que sejam vistos pelos motoristas", detalha.

Os envolvidos na discussão foram, segundo a PRF, identificados e serão orientados a não se envolverem em discussões de trânsito.

Em contato com O POVO Online, o motocilista que interceptou o motorista do carro deu seu relato sobre o ocorrido. Ele preferiu não se identificar. Confira o relato:

"Isso ocorreu na quinta-feira da semana passada. Eu estava voltando do serviço, quando o cidadão que estava no carro saiu da Marginal e entrou na BR, e foi logo para o lado direito da segunda faixa, fechando a gente. Eu diminui a velocidade, disse pra ele prestar atenção e ele me xingou. Depois, ele jogou o carro para cima de mim para me derrubar da moto. Quando ele fez isso, passou para a esquerda e eu fiz ele parar. Não sabia o que ele era! Era um bandido? Falei que o que ele tinha acabado de fazer poderia ser autuado no artigo 121, por tentativa de homicídio. Eu me idenfiquei como policial. Em nenhum momento eu apontei a arma pra ele. Eu não estou com a arma para dentro do carro. Ele pediu desculpas e como vi que se tratava de um cidadão, deixei ele ir. Meu erro foi que eu não deveria ter tido pena dele. Eu deveria ter acionado a Polícia e ido à delegacia".

Veja o vídeo:

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online

TAGS