PUBLICIDADE
Notícias

Brasil confirma 745 casos de microcefalia; Ceará tem 41 confirmações

No ranking dos estados com mais casos confirmados, o Ceará fica atrás de Pernambuco (241), da Bahia (156), do Rio Grande do Norte (78), da Paraíba (71) e do Piauí (50)

18:46 | 09/03/2016

O Brasil já possui 745 casos confirmados de microcefalia e alterações do Sistema Nervoso Central (SNC), sendo 41 confirmações no Ceará, com 22 mortes registradas. São investigados ainda 4.231 casos suspeitos no país. No Estado, permanecem em investigação 252 casos. Os dados são do Ministério da Saúde.

No ranking dos estados com mais casos confirmados, o Ceará fica atrás de Pernambuco (241), da Bahia (156), do Rio Grande do Norte (78), da Paraíba (71) e do Piauí (50).

O estado de Pernambuco é a Unidade da federação com o maior número de casos que ainda estão sendo investigados (1.214). Em seguida, estão a Bahia (609), Paraíba (447), Rio de Janeiro (289), Rio Grande do Norte (278) e Ceará (252).
[SAIBAMAIS3]
De acordo com o Ministério da Saúde, os casos confirmados no Brasil ocorreram em 282 municípios, localizados em 18 unidades da federação: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará, Rondônia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul.

Os 1.182 casos descartados foram classificados por apresentarem exames normais, ou apresentarem microcefalias e/ou alterações no sistema nervoso central por causas não infecciosas.

O órgão de saúde esclarece que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos além do Zika, como sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e herpes Viral.

Até o dia 5 de março, foram registrados 157 óbitos suspeitos de microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto ou durante a gestação (abortamento ou natimorto). Destes, 37 foram confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 102 continuam em investigação e 18 foram descartados. Do total de casos de microcefalia confirmados, 88 tiveram resultado positivo para o Zika.

 

Redação O POVO Online

TAGS