PUBLICIDADE
Notícias

13 suspeitos de ataques a delegacias e transportes coletivos já foram presos

Suspeitos presos nesta segunda, 7, teriam cooptado outras pessoas para participar dos ataques. Três adolescentes também já foram apreendidos

16:00 | 08/03/2016

Em coletiva realizada nesta terça-feira, 8, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou o balanço das operações que deflagraram prisões de 10 suspeitos aos ataques a delegacias e transportes coletivos em Fortaleza. Três adolescentes também foram apreendidos. Participaram da coletiva o secretário da Segunça Pública Delci Carlos teixeira, o coronel da Polícia Militar Giovani Pinheiro e o delegado-geral da Polícia Civil Andrade Júnior. 

Foram presos nesta segunda, 7, Augusto Cesar Lopes Duarte Filho, de 20 anos, sem antecedentes criminais, Fernando Tabosa Holanda (chamado de "Pinguim"), 22, que já responde por porte ilegal de arma de fogo e Sergio Chagas da Cuz Filho, de 26 anos. Sergio responde por trafico de drogas, homicídio e receptação.

[SAIBAMAIS3]Segundo o delegado Andrade Junior, o jovem de 26 anos saiu da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL I) há 20 dias. Ele e "Pinguim" teriam cooptado outras pessoas para participar das ações. O titular da Polícia Civil também informou que Michel Frank Vasconcelos da Silva, de 21 anos, preso na última quarta-feira, 2, é natural de Belém do Pará, e veio para Fortaleza especificamente para cooperar com os atentados.

Foram apreendidos ainda, nesta segunda, um veículo Polo de placa HXS 0945, munições de calibre 12, aparelhos celulares e maconha. A SSPDS informou que a espingarda de calibre 12, receptada no último domingo, 6, já passou por perícia. A polícia comprovou que a arma foi utilizada nos atentados.  

Três adolescentes foram apreendidos na quarta, 2, todos com idades entre 14 e 17 anos. Juntos, eles já respondem a seis procedimentos policiais por porte ilegal de arma de fogo e roubo. Um galão com combustível, fósforos e um revólver calibre 32, com três munições intactas, foram encontrados com os adolescentes.

Redação O POVO Online

TAGS